Democratização do (e pelo) ensino e papel da universidade na mudança social

  • António Maria Martins Universidade de Aveiro

Resumo

O trabalho por nós desenvolvido, e do qual aqui damos conta, abordou, por um lado, a relação entre o sistema educativo e a sociedade em que está inserido e, por outro, os seus desempenhos nos processos de democratização. Relativamente à primeira questão a relação que foi pouco significativa e abrangente no passado intensificou-se na actualidade procurando-se uma adequação funcional às necessidades da sociedade e numa perspectiva cada vez mais imediatista, especialmente nos domínios económicos, tecnológicos e de organização dos processos. Relativamente à segunda dimensão (da democratização) atendemos, por meio de dados por nós recolhidos em três estudos empíricos realizados em Portugal (recorrendo-se ao inquérito por questionário aplicado a alunos a frequentar cursos de: mestrado e doutoramento; licenciaturas; e cursos tecnológicos), que a universidade tem aberto a todos os estratos sociais, propiciando níveis de mobilidade social assinaláveis. Não obstante, o sistema educativo continua a desempenhar a velha função de reprodução das estruturas sociais.

Palavras-chave: Sociedade. Novo paradigma de universidade. Democratização. Mudança.

 

Biografia do Autor

António Maria Martins, Universidade de Aveiro
Docente na Universidade de Aveiro de Sociologia da Educação e da Cultura, no Departamento de Educação e investigador do Centro de Investigação em Didáctica e Tecnologia da Formação de Formadores - CIDTFF.
Publicado
03-05-2012