O jogo de futebol e o jogo das relações entre os Laklãnõ/ Xokleng

  • Antonio Luis Fermino

Resumo

O presente estudo buscou compreender o futebol na formação corporal da sociedadeindígena Laklãnõ/Xokleng da Terra Indígena Laklãnõ, próxima aos municípiosde José Boiteux, Vitor Meirelles e Doutor Pedrinho, no Alto Vale do Itajaí, emSanta Catarina. O trabalho no campo de pesquisa ocorreu a partir da observaçãoparticipante, com a realização de relatos etnográficos, de agosto de 2011 a abrilde 2012. Para isso, foram necessárias reflexões de dados bibliográficos a partir deSantos (1973, 1975, 1987, 1997, 2004), aprofundamento no conceito de corpo etécnicas corporais de Mauss (1974) e discussão acerca dos estudos sobre os jogosde Caillois (1990). Verificou-se que a mudança de habitus entre os Laklãnõ/Xoklenginiciou a partir do momento em que tiveram o primeiro contato com a sociedadenão indígena, ou seja, com os conflitos entre os colonizadores e a saída “do mato”.A igreja, especialmente a pentecostal, desde sua inserção na Terra Indígena (TI),impôs-se de forma rígida a todos que se dispuseram a frequentar as celebrações eseguir os preceitos bíblicos, proibindo o futebol, que era um meio de interação dossujeitos, de estarem em movimento, em oposição ao sedentarismo propiciado pelamudança em seus hábitos.Palavras-chave: Laklãnõ/Xokleng. Corpo. Religião. Futebol.
Publicado
24-07-2013
Seção
Artigos