O corpo nas artes visuais contemporâneas e a formação docente em educação especial: experiências de deslocamento nas práticas do ver

Resumo

Este artigo procura trazer questões que, a partir de encontros realizados com estudantes do Curso de Educação Especial da Universidade Federal de Santa Maria, RS, problematizam a docência e a educação a partir das práticas do ver na educação das artes visuais. O corpo nesta pesquisa é compreendido enquanto, ele próprio, como uma forma de organização, uma construção social, cultural e simbólica, capaz de suscitar experiências de reflexão e deslocamento relacionadas à compreensão da diferença no contexto social e educacional. Atualmente vivemos um momento na educação cheio de desafios, pois ao iniciar a articulação de temáticas como diversidade e inclusão, fazem-se necessárias reflexões sobre a formação docente e a política social e educativa. Dessa forma, ao buscar compreender como as colaboradoras desta pesquisa podem (re)construir suas subjetividades docentes por meio de práticas do ver na educação das artes visuais a partir da perspectiva da cultura visual, foi possível estabelecer diálogos entre o cotidiano de cada participante e as formas como o corpo se faz presente nas visualidades, propondo outros olhares sobre a educação, a docência, a arte e a própria educação especial.

Palavras-chave: Corpo. Formação docente. Artes visuais. Cultura visual.

 

Publicado
03-05-2012