DESAFIOS NA IMPLEMENTAÇÃO DA ÁREA DE RECURSOS HUMANOS EM UMA EMPRESA FAMILIAR: UM RELATO DE CASO

  • Veridiana Dagostin Universidade do Oeste de Santa Catarina Campus Xanxerê
  • Leonora Spiller Programa de Pós Graduação - Universidade Federal do Paraná.

Resumo

Este trabalho consiste em um relato de caso de uma empresa familiar de pequeno porte do setor da construção civil, com o objetivo de identificar a possibilidade de implementação da área de recursos humanos. A identificação da necessidade da implementação é oriunda de um diagnóstico organizacional, fruto da atividade de estágio curricular de Psicologia Organizacional, realizada com proprietários e funcionários. O estágio é compreendido no primeiro e no segundo semestre de 2016. Uma característica a ser considerada na empresa familiar é a relação entre os sócios, seus familiares, os funcionários e os laços pessoais que os unem e como essas relações interferem nas tomadas de decisões. Conta com cinco sócios, de primeira e segunda geração da mesma família; em seis anos de empresa o crescimento aconteceu de forma acelerada, passando de sete funcionários para 38 na sede da empresa. Ela atua em 14 estados brasileiros, sem possuir um setor responsável pelos recursos humanos. Entre as funções da área estão os desenhos de cargos e salários, a saúde e a segurança do trabalhador, a organização das metas conforme objetivos da empresa, as questões trabalhistas, o treinamento e o desenvolvimento dos funcionários, para obtenção do bem-estar do trabalhador, e a avaliação de desempenho. As empresas familiares possuem características em comum e passam por dificuldades semelhantes; neste relato a inferência é o quanto a implementação pode vir a contribuir na gestão de estratégia e as dificuldades para a implementação.

Palavras-chave: Área de recursos humanos. Empresa familiar.

Biografia do Autor

Veridiana Dagostin, Universidade do Oeste de Santa Catarina Campus Xanxerê
Graduada em Administração de Empresas e Graduanda em Psicologia pela Universidade do Oeste de Santa Catarina.
Leonora Spiller, Programa de Pós Graduação - Universidade Federal do Paraná.
Professora Especialista em Psicologia do Trânsito na Universidade do Oeste de Santa Catarina e Mestranda do Programa de Pós Graduação em Psicologia na Universidade Federal do Paraná.
Publicado
26-08-2016