A PARTICIPAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR NO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURÍSTICO DE CHAPECÓ, SC

  • Carla Cazella, Unoesc - Chapecó-SC

Resumo

As Instituições de Ensino Superior (IESs) são pensadas para promover o desenvolvimento da região em que se encontram instaladas e, ainda, com o intuito de atender às demandas da sociedade, promovendo o desenvolvimento regional e social. Nesse sentido, as IESs têm voltado seus esforços para a promoção do desenvolvimento econômico e turístico, por meio da participação em projetos de pesquisa e extensão, ou, ainda, na formação de profissionais que promoverão esse desenvolvimento em nível regional. Dessa forma, as IESs também precisaram se inserir nesse contexto, adequando suas atividades e leis para regulamentar as práticas de ensino e pesquisa a fim de integrar essas atividades e as diversas oportunidades apresentadas pela sociedade na busca de conhecimento científico e inovações. Nesta pesquisa buscou-se evidenciar a participação das IESs no desenvolvimento econômico e turístico da Cidade de Chapecó, SC. Nesta pesquisa, de caráter descritivo e cunho bibliográfico e documental, voltou-se às obras de Machado (2002), Alba (2002) e Bedin (2013) para se desenvolver sua argumentação. Os resultados da pesquisa apontam que o desenvolvimento em nível econômico e turístico se mostrou relevante, uma vez que Chapecó apresenta superioridade em relação às demais cidades da região Oeste de Santa Catarina, quando se destaca economicamente com a atração de empresas dos vários segmentos, sobretudo voltadas ao agronegócio. A partir dessa atratividade empresarial, o turismo de negócios acompanhou esse crescimento substancial com a realização de feiras, exposições e congressos. Para atender às necessidades do empresariado local e da comunidade, emergem na Cidade inúmeras IESs com cursos de graduação, pós-graduação especialização, pós-graduação com programas de mestrado e doutorado, além da promoção de cursos de extensão e in company que visam capacitar a comunidade local, bem como os trabalhadores que foram atraídos pela expansão empresarial.

Palavras-chave: Instituições de Ensino Superior. Desenvolvimento econômico. Desenvolvimento cultural.

Biografia do Autor

Carla Cazella, Unoesc - Chapecó-SC
Mestre em Educação pela Universidade do Oeste de Santa Catarina ( UNOESC) , Especialista em Gestão Escolar (2008), Graduada em Administração pela Universidade do Oeste de Santa Catarina (2002)CRA/SC 22370. Vinculada ao Grupo de Pesquisa Processos Educativos e ao grupo de Pesquisa Gestão Organizacional. Capacitação pela Clinton Center For Teaching And Learning em Ensino de Empreendedorismo e Negócios. Coordenadora do Curso de Administração da Unoesc Chapecó-SC desde 2012, Coordenadora do Curso de Pós-graduação - Especialização em Gestão Estratégica de Recursos Humanos na Unoesc Chapecó, Coordenadora do MBA em Gestão Empresarial - Unoesc Chapecó/SC. Articuladora do NDE Institucional do Curso de Administração da UNOESC. Professora de Metodologia Científica, Metodologia da Pesquisa, Planejamento Estratégico , Comportamento Organizacional e Negoiação. Professora Tutora na Unoesc Virtual. Membro do Núcleo do Jovem Empreendedor - ACIC Chapecó , Membro da CDL Jovem Chapecó-SC.Em 2012 coordenou a implantação da Empresa Junior - Lidera Junior Unoesc Chapecó. Membro do Conselho de Gestão da Unoesc Campus de Chapecó/SC.Membro do Comitê Gestor do Centro de Gestão e Empreendedorismo da Unoesc Campus de Chapecó -SC. Sócia da Asta Assessoria para Preparação de Sucessores de Empreendimentos Familiares:

Referências

REFERÊNCIAS

BANDEIRAS, Pedro. Participação, articulação de atores sociais e desenvolvimento regional. Brasilia, 1999.

BIRKNER, Walter Marcos Knaesel. Desenvolvimento regional e descentralização político-administrativa um estudo comparativo dos casos de Minas Gerais, Ceará e Santa Catarina. 2008.

BECKER, Dinizar Fermiano, and Pedro Silveira Bandeira. Respostas regionais aos desafios da globalização. Vol. 2. EDUNISC, 2002.

MACHADO, Nelson Santos. O relacionamento entre estrutura, poder e estratégias em organizações universitárias: a criação da Universidade do Oeste de Santa Catariana. Florianópolis, 2002. 297f. Tese (Doutorado em Engenharia da Produção), Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002.

BEDIN, Mayling Vassoler; NASCIMENTO, Ederson. Urbanização e segregação socioespacial em Chapecí, Santa Catarina, Brasil: Bases históricas – geográficas. Encuentro de Geografos da América Latina. Perú, 2013.

ALBA, Rosa Salete. Espaço Urbano: os agentes da produção em Chapecó. Argos, Editora Universitária, 2002.

NEVES, Jose Luis. Pesquisa qualitativa – características, usos e possibilidades. V. 1, nº 3. Caderno de Pesquisa em Administração, São Paulo, 1996.

DINIZ, Clélio Campolina; CROCO, Marco Aurélio. Reestruturação econômica e impacto regional: o novo mapa da indústria brasileira. Nova Economia, V.6, nº 1. Belo Horizonte, 1996.

PEGORARO, Ludimar. Rivalidades regionais e políticas de educação superior: considerações sobre um exemplo político-autofágico no Oeste Catarinense. Revista Linhas. V. 13, nº 1. Florianópolis, 2012.

Publicado
26-08-2016