O PROCESSO DE APRENDIZAGEM NO TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA EM CRIANÇAS

  • Rosa de Moura Benelli UNOESC

Resumo

 A compreensão sobre o processo de aprendizagem no espectro autista é um assunto importante para o profissional psicólogo. E quanto mais informações este tiver sobre o transtorno, maior será sua clareza quando for identificar o que é esperado no processo. O transtorno autista configura dificuldades de socialização, linguagem, comunicação e estereotipias. O autista tem grandes dificuldades em generalização, seriação e sequenciar, não consegue significar coisas e possui um grande grau de distração; tem, também, dificuldades em se colocar no lugar do outro, dificultando as questões do afeto, fator primordial na aprendizagem.  Na instituição em que se realizou a pesquisa, a prática pedagógica utilizada é o método Teacch. O modelo apresenta princípios como estruturar o ambiente físico, utilizar suportes visuais e sequenciar as atividades diárias, coletivas e individuais do autista; o objetivo é melhorar a habilidade de adaptação. Esse método é considerado bastante efetivo na aprendizagem autista, pois busca, por meio de desenhos, imagens, sons e palavras, conectar o autista com o mundo atual, possibilitando, assim, que a partir dessa conexão a aprendizagem possa acontecer.  Nesse sentido, observou-se que os resultados do método utilizado pela escola são satisfatórios, que apesar das dificuldades apresentadas pelos alunos, as pedagogas demonstraram muita habilidade e competência, e que a família é muito importante no contexto da aprendizagem.

Palavras-chave: Autismo. Método Teacch. Aprendizagem.

Publicado
26-08-2016