NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA E ESTADO NUTRICIONAL DE ESCOLARES DE 12 A 14 ANOS, PARTICIPANTES DO PROJETO PIBID

Autores

  • Deonilde Balduíno Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Sandro Claro Pedrozo Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Dione Cristina Maldaner
  • Maria Lúcia Damo
  • Aline Balbinot
  • Bruna Osório
  • Camila Maiara Baggio
  • Larissa Helena Lazzari

Resumo

Introdução: A prática regular de atividades físicas pode proporcionar benefícios físicos e mentais, tanto imediatos quanto futuros em crianças e adolescentes. Por outro lado, a inatividade física pode ser um fator crucial no acúmulo excessivo de gordura corporal. Objetivo: O objetivo deste estudo foi verificar a relação entre o nível de atividade física e o estado nutricional de escolares do ensino fundamental, participantes do projeto PIBID, matriculados regularmente em uma escola da rede estadual de Xanxerê, SC. Metodologia: O estudo caracterizou-se como descritivo de campo, do tipo correlacional, de natureza quantitativa. A amostra foi composta por 56 escolares do ensino fundamental de 12 a 14 anos, sendo 29 do gênero masculino e 27 do feminino. Os instrumentos utilizados foram o IMC, para identificar o estado nutricional, e o Questionário internacional de atividade física (IPAQ), para determinar o nível de Atividade Física dos adolescentes. Para análise dos dados foi utilizada a estatística descritiva (média, desvio padrão e distribuição de frequência), teste t de student e correlação de Pearson. Resultados: Os resultados mostraram um elevado número de escolares com taxas de sobrepeso (28,6%) e um considerável número de escolares com obesidade (7,1%) e baixo peso (5,4%). Em relação ao nível de Atividade Física pode-se perceber que a maior parte dos alunos se encontra como ativos fisicamente (76%), sendo que o gênero masculino (71%) se sobressai em relação ao gênero feminino (67%). No que se refere à correlação entre o estado nutricional e o nível de atividade física, foi constatada uma correlação negativa fraca (r= -0,034). Conclusão: Assim, concluiu-se que mesmo a maioria dos alunos sendo considerada fisicamente ativa, um número substancial destes alunos apresenta um estado nutricional acima do normal, o que representa uma fraca relação entre ambas as variáveis, pois a atividade física é apenas um dos fatores interligados ao controle do estado nutricional. Sugere-se que outros estudos sejam realizados com estas temáticas visando à detecção de outros fatores que podem estar associados ao sobrepeso e à obesidade de adolescentes.

Palavras-chave: Estado nutricional. Nível de atividade física. Adolescentes.

Downloads

Publicado

2015-11-20

Como Citar

Balduíno, D., Claro Pedrozo, S., Maldaner, D. C., Damo, M. L., Balbinot, A., Osório, B., Baggio, C. M., & Lazzari, L. H. (2015). NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA E ESTADO NUTRICIONAL DE ESCOLARES DE 12 A 14 ANOS, PARTICIPANTES DO PROJETO PIBID. Seminário Institucional Do Pibid - Anais eletrônicos. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/sipae/article/view/9265

Edição

Seção

Resumos