A POP ART COMO PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO DA IDENTIDADE DO ALUNO

Autores

  • Sueli Perazzoli Trindade UNOESC
  • Elenice Schuler UNOESC
  • Ana Lúcia Moura UNOESC
  • Angela Maria Soares UNOESC
  • Estela Maris Albuquerque UNOSC
  • Regina Silva de Oliveira UNOESC
  • Sonia Maria Marmentini Borges UNOESC

Resumo

 

Introdução: O ensino da arte na educação básica apresenta-se como proposta na formação humana por meio das linguagens visuais. Em cada período histórico, social e cultural existe um paradigma que determina estilos, conceitos e concepções no âmbito educativo, consequentemente, no ensino da arte contemporânea. Observa-se que no ensino médio da educação básica, os alunos adolescentes manifestam determinadas atitudes que caracterizam a fase da formação de identidade, os quais são moldados intensamente por fatores externos, como: o cinema, a mídia, o consumismo, o modismo que influencia na sua personalidade. Por outro lado, percebe-se a ausência de alguns fatores considerados importantes na formação do adolescente, como a família, a escola, o convívio social e, o principal, a iniciativa do aluno em unir todos esses fatores para o desenvolvimento da sua identidade. Assim, a arte possibilita a construção do conhecimento artístico ao contextualizar as diferentes áreas do saber no contexto cultural e social do ser humano com seus significados, os quais são interpretados por meio das expressões de sentimentos, nas relações humanas e na aprendizagem. Objetivo: Diante do exposto, o presente estudo teve como objetivo promover a reflexão sobre a identidade do ser humano em diferentes contextos históricos, sociais e culturais com vistas para o ensino da arte popular contemporânea. Metodologia: Nesse contexto, o espaço escolar que os alunos frequentam, estudam e desenvolvem os processos do ensino e da aprendizagem na educação básica possibilita aos alunos vivenciar experiências estéticas nas produções artísticas por meio da linguagem visual do autorretrato, outdoor nas artes visuais, tela viva e teatro, com vistas para a reflexão sobre as produções artísticas com os alunos dos 1º e 2º anos do Ensino Médio Inovador (EMI), na Escola Estadual Adelina Regis, a partir de um estudo sobre a forma como os alunos se identificavam na fase da adolescência, tendo como princípio a descoberta de quem sou eu e a compreensão de determinadas atitudes que eles apresentavam perante as situações de relacionamento no espaço escolar.  Em seguida, as bolsistas do PIBID dialogaram e refletiram com os alunos a respeito da importância da identidade humana e do conceito teórico do movimento artístico Pop Art na arte contemporânea no século XX, os artistas e obras de arte por meio da leitura de imagem contextualizadas e com produções artísticas. Resultados: Na concepção dos alunos, das bolsistas e da comunidade escolar considerou-se o projeto relevante nos processos do ensino e da aprendizagem por ser uma oportunidade de desenvolver competências, habilidades e atitudes com práticas educativas. Sendo assim, a arte educação possibilita ações teóricas e práticas que contribuem na formação do aluno, enquanto identidade social e cultural, sensibilidade, estética, identificação dos materiais e técnicas, logo, estimulando a criatividade, habilidades, competência e atitudes com vistas para a Pop Art como proposta para a formação da identidade do aluno. Conclusão: Assim, a relevância desse estudo centraliza-se na arte educação com ações pedagógicas que contribuíram na formação da identidade do aluno na adolescência e a importância de construir uma personalidade perante a concepção de ser humano, de sociedade e de mundo por meio das produções artísticas que possibilitaram a experiência estética, a criatividade e o descobrir-se como sujeitos da construção do conhecimento.

Palavras-chave: Arte Educação. Ensino. Pop Art. Identidade. Arte Contemporânea. 

 

 

Biografia do Autor

Sueli Perazzoli Trindade, UNOESC

Coordenadora de Àrea do subprojeto do curso de Artes Visuais

Elenice Schuler, UNOESC

Supervisora do subprojeto do curso de Artes Visuais

Ana Lúcia Moura, UNOESC

Bolsista do subprojeto do curso de Artes Visuais

Angela Maria Soares, UNOESC

Bolsista do subprojeto do curso de Artes Visuais

Estela Maris Albuquerque, UNOSC

Bolsista do subprojeto do curso de Artes Visuais

Regina Silva de Oliveira, UNOESC

Bolsista do subprojeto do curso de Artes Visuais

Sonia Maria Marmentini Borges, UNOESC

Bolsista do subprojeto do curso de Artes Visuais

Referências

ADORNO, Theodor Walter. Teoria estética. São Paulo: Martins Fontes, 1988.

ARCHER, Michael. Arte contemporânea: uma história concisa. São Paulo: Martins Fontes

CALABRESSE, Osmar. A linguagem da arte. Rio de Janeiro: Globo, 1987.

DE FUSCO, Renato. História da arte contemporânea. Lisboa: Editorial Presença, 1988.

GOMBRICH, E.H. Arte e ilusão. São Paulo: Martins Fontes, 1986.

OSTROWER, F. Acasos e criação artística. Campus, RJ, 1989.

OSTROWER, Fayga. Universos da Arte. Rio de Janeiro: Campus Ltda, 1983.

Downloads

Publicado

2015-11-20

Como Citar

Perazzoli Trindade, S., Schuler, E., Moura, A. L., Soares, A. M., Albuquerque, E. M., Silva de Oliveira, R., & Marmentini Borges, S. M. (2015). A POP ART COMO PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO DA IDENTIDADE DO ALUNO. Seminário Institucional Do Pibid - Anais eletrônicos. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/sipae/article/view/9233

Edição

Seção

Resumos