PIBID MÚSICA – ESCOLA MUNICIPAL BERNARDO MORO SOBRINHO HISTÓRIA MUSICADA

Autores

  • Erickson Rodrigues do Espírito Santo Unoesc-Capinzal https://orcid.org/0000-0001-9736-8984
  • Dalva Maria Helt Marques
  • Ana Marli Serpa
  • Luiz Elcy Leite
  • Roberto Klein Schmit
  • Thiago Deitos
  • Vanessa Boff

Resumo

Introdução: Este artigo visa elucidar a contação de histórias por meio de sua musicalização, realizada na Escola Bernardo Moro Sobrinho, pelos alunos do 4º ano do ensino fundamental, por meio das ações do PIBID-Música/Unoesc-Capinzal, tendo como referência a pesquisa bibliográfica, apoiados na fundamentação teórica da proposta pedagógica de Émile Jaques-Dalcroze, onde apresenta o estudo da educação musical relacionando a música ao movimento corporal. Metodologia: Para o desenvolvimento dessa perspectiva, Dalcroze propõe diversos caminhos metodológicos com o objetivo de estimular o desenvolvimento global, na perspectiva do físico, do intelectual e do social. Assim, Dalcroze trabalha o ritmo, o solfejo e a improvisação para o desenvolvimento musical das crianças. Para o diálogo com a proposta já apresentada, traz-se à baila o método pedagógico de Carl Orff, que trabalha a musicalização por meio do ritmo combinado entre a música e a dança, proporcionando às crianças o desenvolvimento da improvisação e da criação musical. Utiliza-se para esse momento de cognição musical a instrumentação musical de acordo com a faixa etária das crianças. Denominada instrumentação Orff, que é um conjunto de instrumentos composto por flautas, instrumentos de percussão de afinação definida e indefinida. Objetivo: Nesse sentido, a contação de história musicada, embasada nos métodos musicais supracitados, busca por meio do lúdico a inserção musical do enredo que a história Um dia na floresta traz, retratando um passeio pela floresta e todas as variantes que neste acontecerá: encontro com animais, flores, caminhos e tantas outras coisas que sua ludicidade possa alcançar. Conclusão: Um dia na floresta mostra uma atividade musical que envolve professores e alunos em um espaço escolar, onde serão induzidos a usar sua imaginação e interpretar a história cantada, possibilitando a experiência de tocar em grupo, colocando as crianças em contato direto com o fazer musical. Portanto, a atividade Um dia na floresta traz aos alunos envolvidos a chance de desfrutar algo novo, uma outra faceta da educação musical ainda inexplorada que somente por intermédio do lúdico se consegue oportunizar, assim, o poder da educação musical perante a educação formal será um diferencial ao aporte cognitivo das crianças.

Palavras-chave: História. Imaginação. Educação Musical.

Biografia do Autor

Erickson Rodrigues do Espírito Santo, Unoesc-Capinzal

Área das Ciências das Humanidades Licenciatura em Música

Downloads

Publicado

2015-11-20

Como Citar

Rodrigues do Espírito Santo, E., Helt Marques, D. M., Serpa, A. M., Leite, L. E., Klein Schmit, R., Deitos, T., & Boff, V. (2015). PIBID MÚSICA – ESCOLA MUNICIPAL BERNARDO MORO SOBRINHO HISTÓRIA MUSICADA. Seminário Institucional Do Pibid - Anais eletrônicos. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/sipae/article/view/9197

Edição

Seção

Resumos