BRINCANDO E APRENDENDO COM AS MÃOS E OS PÉS

Autores

  • Andréa Jaqueline Prates Ribeiro Unoesc (Universidade do Oeste de Santa Catarina), campus São Miguel do Oeste
  • Dalvana Gallina
  • Anderson Bergamaschi
  • Daniela Bonamigo
  • Elis Carla Guerra
  • Karin Thamires da Rosa
  • Diânatan Sissgler

Resumo

 

Introdução: Não se pode negar a importância de o aspecto motor ser trabalhado na decorrência da infância do ser humano; dessa forma, a escola, enquanto meio educacional, é responsável por oferecer a oportunidade de uma ótima vivência motora, pois ela será determinante no processo de desenvolvimento da criança. Objetivo: Este estudo teve como objetivo verificar e estimular o conhecimento referente à lateralidade dos educandos e proporcionar a eles momentos interdisciplinares entre as disciplinas de Artes, Inglês e Educação Física, com crianças de 5 e 6 anos de idade. Metodologia: Os sujeitos participantes deste estudo foram 55 crianças, de pré-escolar e 1º ano, que frequentam as aulas do ensino fundamental, da Escola MEIEF Attílio Luiz Calza, do município de São Miguel do Oeste, SC. A sugestão era a montagem de um painel, utilizando para sua construção apenas tinta guache e o formato dos pezinhos, mãozinhas e dedinhos dos alunos, para formar um desenho a respeito do meio ambiente e desenho de animais. O início da atividade foi na sala de aula e, primeiramente, foi realizada uma explicação sobre o corpo humano, trabalhando com os aspectos de linguagem do movimento, lateralidade (direito/esquerdo) e conhecimento do próprio corpo (mãos, pés e dedinhos). Por meio de uma conversa interativa, as crianças falavam aquilo que conheciam, para o que servia cada parte do corpo, em quais atividades utilizamos, bem como a identificação dos lados direito e esquerdo. Após a explicação, a atividade da construção do painel foi realizada no ginásio da escola. Com a utilização de tinta guache, um a um, os alunos tiveram a oportunidade de formar desenhos com os pés e mãos. A disciplina de artes contribuiu no estudo dos nomes das cores e a disciplina de inglês nos nomes dos animais e cores.  Resultados: Percebeu-se uma evolução em relação aos aspectos motores dos educandos, uma vez que atividades de estimulação da lateralidade devem ser realizadas diariamente, pois os resultados apresentam-se em longo prazo. Conclusão: Conclui-se que é fundamental proporcionar aos educandos vivências e estímulos para o desenvolvimento da lateralidade, uma vez que cada criança aprende de forma isolada e no seu tempo de maturação.

Palavras-chave: Recreação. Brincando. Lateralidade. 

 

Biografia do Autor

Andréa Jaqueline Prates Ribeiro, Unoesc (Universidade do Oeste de Santa Catarina), campus São Miguel do Oeste

Educação Física - ACBS

Downloads

Publicado

2015-11-20

Como Citar

Prates Ribeiro, A. J., Gallina, D., Bergamaschi, A., Bonamigo, D., Guerra, E. C., da Rosa, K. T., & Sissgler, D. (2015). BRINCANDO E APRENDENDO COM AS MÃOS E OS PÉS. Seminário Institucional Do Pibid - Anais eletrônicos. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/sipae/article/view/9156

Edição

Seção

Resumos