JOGOS GIGANTES NO RECREIO ORIENTADO

Autores

  • Sandra Rogéria de Oliveira
  • Ângela Campagnollo
  • Felipe Nascimento

Resumo

  

O brincar é uma atividade cotidiana na vida das crianças. É por meio de jogos, brinquedos e brincadeiras que elas resolvem seus conflitos criados pelas limitações do mundo em que vivem, é com a brincadeira que a criança expressa sua forma de representação da realidade.  O universo lúdico tem se transformado em uma importante ferramenta para ensinar e aprender, dessa forma, os jogos gigantes foram proporcionados como vivência nas aulas de Educação Física das escolas atendidas pelo PIBID e como proposta do Laboratório Interdisciplinar do Lúdico e do Comportamento Motor do Curso de Educação Física da Unoesc, Campus Chapecó, a qual capacitou os seus bolsistas do PIBID e cedeu os materiais para a aplicação dessa atividade. Essas experiências provocaram a investigação sobre a opinião dos alunos e professores do Ensino Fundamental quanto à aplicação de jogos gigantes como prática de recreio orientado na escola. Este estudo se caracteriza como estudo de campo, qualitativo e em forma de opinião. Após vivência com os jogos gigantes no intervalo da escola, os sujeitos participantes serão convidados a responder a um questionário. Os dados serão compilados, analisados por percentuais e frequência simples e apresentados por meio de gráficos e tabelas. Os jogos servem como uma forma de socialização e integração entre alunos de diferentes turmas, ensinando-os a conviverem e respeitarem suas diferenças.

Palavras-chave: Jogos gigantes. Recreio orientado. Educação física.      

Downloads

Publicado

08-09-2015

Como Citar

de Oliveira, S. R., Campagnollo, Ângela, & Nascimento, F. (2015). JOGOS GIGANTES NO RECREIO ORIENTADO. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/8539

Edição

Seção

Chapecó - Extensão