COMPARAÇÃO ENTRE FORMAS DE TRANSPOSIÇÃO DE TOPSOIL E SERAPILHEIRA COMO ESTRATÉGIAS DE NUCLEAÇÃO PARA A RESTAURAÇÃO FLORESTAL

Autores

  • Adriano Dias de Oliveira
  • Daniel Grasel

Resumo

A transposição de topsoil e serapilheira é considerada uma das estratégias mais efetivas do conjunto de técnicas de nucleação. No entanto, ainda não há um consenso sobre a melhor forma de aplicá-la. Várias propostas discrepantes foram feitas, mas poucos estudos avaliaram diferentes formas de transposição para fundamentá-las. Uma vez que a serapilheira e o topsoil florestal são recursos extremamente escassos, há a necessidade do desenvolvimento de estratégias que sejam tanto ecológicas quanto financeiramente viáveis. Com o presente estudo, teve-se por objetivo avaliar diferentes formas de transposição de topsoil e serapilheira como estratégias de nucleação para a restauração florestal. As coletas de topsoil e serapilheira foram realizadas em um remanescente de Floresta Estacional Decidual Ribeirinha no Sul do Brasil, estabelecendo-se, randomicamente, pontos de coleta de 1 m² cada. Duas pastagens localizadas em áreas ribeirinhas foram selecionadas para as transposições, as quais foram realizadas em duas etapas, a primeira em abril e a segunda em outubro de 2011. Foram testados um controle (C) e cinco tratamentos (T): C – áreas de pastagem; T1 – núcleos de serapilheira; T2 e T2M – núcleos de serapilheira e de topsoil com até 5 cm de profundidade; T3 e T3M – núcleos de serapilheira e de topsoil com até 10 cm de profundidade. A serapilheira foi transposta uniformemente sobre o topsoil nos tratamentos T2 e T3 e incorporada ao topsoil nos tratamentos T2M e T3M. Os núcleos foram avaliados em relação à riqueza, densidade, altura média e altura máxima média de espécies arbóreas com ≥ 10 cm de altura até o meristema apical. O inventário da vegetação dos núcleos de cada etapa de transposições foi realizado mensalmente durante um ano. No último inventário das duas etapas ocorreram conjuntamente 151 indivíduos, distribuídos em 12 espécies, 12 gêneros e nove famílias. As espécies mais abundantes foram Solanum mauritianum e Trema micrantha, que totalizaram 82,8% das plantas. Os resultados mostraram que a estratégia mais efetiva é a transposição de serapilheira incorporada ao topsoil com até 5 cm de profundidade (T2M). Recomenda-se enfaticamente o emprego dessa técnica para otimizar a relação custo-benefício da sua aplicação nos programas de restauração ecológica de áreas florestais degradadas.      

Palavras-chave: Banco de sementes. Facilitação. Restauração ecológica.

Downloads

Publicado

08-09-2015

Como Citar

Dias de Oliveira, A., & Grasel, D. (2015). COMPARAÇÃO ENTRE FORMAS DE TRANSPOSIÇÃO DE TOPSOIL E SERAPILHEIRA COMO ESTRATÉGIAS DE NUCLEAÇÃO PARA A RESTAURAÇÃO FLORESTAL. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/8414

Edição

Seção

São Miguel do Oeste - Extensão