COMPOSIÇÃO BROMATOLÓGICA DE DIFERENTES GRAMÍNEAS PERENES TROPICAIS

Autores

  • Cristiano Reschke Lajús
  • André Ritter
  • Etson Marco Bagnara
  • Alceu Cericato

Resumo

Com o intuito de melhorar as condições de produção de leite, um dos fatores primordiais é que se utilizam pastagens ou forrageiras com características específicas para cada forma de trabalho, principalmente considerando o manejo adotado na devida propriedade. Assim, o potencial de produção de massa seca pode ser correlacionado com a digestibilidade de cada espécie para estimar a quantidade de U.A/área e desenvolver um sistema mais economicamente viável, suprindo as necessidades do rebanho. Nesse sentido, o principal objetivo foi analisar a composição bromatológica de diferentes gramíneas perenes tropicais das cultivares A, B, C, D e E analisando os seguintes itens: proteína bruta (PB), digestibilidade da matéria seca (DMS), nutrientes digestíveis totais (NDT), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), cálcio (Ca) e fósforo (P). O delineamento experimental utilizado foi de blocos completos casualizados arranjados em faixas com quatro repetições. O plantio das gramíneas das cultivares D e E foi realizado no dia 28 de fevereiro de 2014 e a semeadura das gramíneas das cultivares A, B e C no dia 08 de outubro de 2014, sendo nessa última data realizada a adubação total do nutriente P em ambos os gêneros, e parcelada do nutriente N e K ambas incorporadas. Somente após três cortes de nivelamento, duas amostras foram coletadas e enviadas ao laboratório. Os dados foram submetidos à análise estatística descritiva com elaboração de gráficos tipo linha com auxílio do Microsoft Excel. A cultivar C obteve os melhores resultados quantitativos g/m² nos itens DMS, Ca, P, FDN, FDA, PB, NDT, comparando-a às demais gramíneas.

Palavras-chave: Gramíneas perenes. Bromatológica. Adubação (g/m²).

Downloads

Publicado

08-09-2015

Como Citar

Reschke Lajús, C., Ritter, A., Marco Bagnara, E., & Cericato, A. (2015). COMPOSIÇÃO BROMATOLÓGICA DE DIFERENTES GRAMÍNEAS PERENES TROPICAIS. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/8381

Edição

Seção

São Miguel do Oeste - Ensino