DÍPTEROS ECTOPARASITAS DE MORCEGOS LOCALIZADOS EM UM FRAGMENTO URBANO DE MATA NO MUNICÍPIO DE JOAÇABA, SC

Autores

  • Fernanda Maurer D´Agostini UNOESC
  • Gerson Muller IFFS
  • Ana Paula Menezes UNOESC
  • David Liposki Biassi UNOESC
  • Ana Paula Neres UNOESC

Resumo

Os dípteros das famílias Streblidae e Nycteribiidae são ectoparasitas encontrados exclusivamente em morcegos. Neste trabalho teve-se como objetivo identificar espécies de dípteros que ocorrem em morcegos coletados em um fragmento de mata no Município de Joaçaba, Santa Catarina, Brasil. As capturas dos morcegos foram realizadas durante o período de março a maio de 2014, sendo utilizada a metodologia de captura com redes de neblina. Foram capturados 32 espécimes de morcegos, sendo eles pertencentes a seis espécies Sturnira lilium, Artibeus lituratus, Esptesicus furinalis, Myotis riparius, Myotis nigricans e Eptesicus brasiliensis, dos quais 22 apresentaram, pelo menos, uma espécie de dípteros ectoparasitas. Em relação aos dípteros, foram representados por duas famílias, Streblidaee (68%) e Nycteribiidae (32%), todos localizados na região do dorso e/ou ventre do corpo dos morcegos. Megistopoda proxima foi a espécie mais representativa, com 79,41% (N=27), seguida de Trichobius dugesioides dugesioides 5,88% (N=2) e Aspidoptera falcata 5,88% (N=2), todas encontradas exclusivamente em S. lillium. Basilia hughscotti 18,75% (N=3) foi encontrada nas espécies E. furinalis e M. nigricans, porém, até o momento, foram identificadas somente as fêmeas. Paratrichobius longicrus 6,25% (N=1) foi registrado nas espécies de S. lillium e A. lituratus e Praeuctenodes longipes 6,25% (N=1) exclusivamente em A. lituratus. No presente estudo mostrou-se um alto nível de parasitismo de dípteros em morcegos. Os resultados aqui apresentados ressaltam a extrema necessidade de um trabalho em longo prazo na região Oeste do Estado de Santa Catarina, uma vez que pouco se sabe a respeito dessa interação na região.

Palavras-chave: Streblidae. Nycteribiidae. Chiroptera. 

Biografia do Autor

Fernanda Maurer D´Agostini, UNOESC

Bióloga formada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Especialista em Sistemática e Biodiversidade Animal (PUCRS), Mestre em Biociências (PUCRS) e Doutora em Zoologia (PUCRS). Atualmente trabalho na linha de pesquisa Biologia de agentes infectocontagiosos da UNOESC.

Downloads

Publicado

08-09-2015

Como Citar

Maurer D´Agostini, F., Muller, G., Menezes, A. P., Liposki Biassi, D., & Neres, A. P. (2015). DÍPTEROS ECTOPARASITAS DE MORCEGOS LOCALIZADOS EM UM FRAGMENTO URBANO DE MATA NO MUNICÍPIO DE JOAÇABA, SC. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/8234

Edição

Seção

Joaçaba - Pesquisa