PROJETOS DE REFORMA DE CASAS DE CRIANÇAS EM VULNERABILIDADE SOCIAL

Autores

  • Anderson Saccol Ferreira coordenador e professor do curso de Arquitetura e Urbanismo UNOESC Xanxerê
  • Magda Salete Vicini .
  • Walter Strobel Neto
  • Fabio Gehlen Coordenado do curso de Engenharia Civil UNOESC Xanxerê.
  • Geovani Rafael Batista Bacharel em Arquitetura e Urbanismo. Egresso do curso de Arquitetura e Urbanismo, UNOESC

Resumo

aqueles que se encontram nessa situação, e “vulnerables”, tratam-se dos que têm grande possibilidade de serem vulneráveis, pela fragilidade que os cerca. A partir da metodologia pós-humana, que questiona o antropocentrismo e os essencialismos hegemônicos e resistentes promovidos pela humanidade, acredita-habitações existentes. Este projeto de extensão universitária tem como objetivo, proporcionar a prática-reflexiva sobre edificações populares em situação de vulnerabilidade social aos acadêmicos de arquitetura e urbanismo, engenharia civil e design; e ainda, promover a integração e reflexão entre a teoria social nestas formações e a possibilidade de pesquisar e desenvolver propostas de reformas físicas sustentáveis, no município de Xanxerê, Santa Catarina, Brasil, que possui população aproximada de 45.000 habitantes (32% estão na linha da pobreza) e desta população existem 9.376 crianças e adolescentes entre 0 a 14 anos. Não existe um conceito único de sustentabilidade ou um caminho pré-definitivo para se projetar ou adaptar um edifício com maior valor sustentável, o projeto dependerá de interesses em buscar soluções analisando a fundo as características inerentes de cada caso. A sustentabilidade apresenta-se em aspectos: social, econômico, ecológico, cultural, espacial, político, e ambiental. Para realização deste trabalho escolheu-se a Pastoral do Menor de Xanxerê, por ser uma organização que atua com crianças e adolescentes, com objetivo de proteger a infância e o bem estar deste público, além da afinidade científica deste projeto de extensão em relação à pesquisa sobre a arte, filosofia e movimento pós-humano, pesquisando sobre a infância e sua condição no momento atual. O projeto objetiva realizar propostas de reformas em 02 (duas) residências de crianças e adolescentes que participam dos benefícios da Pastoral do Menor de Xanxerê. Para tanto, realizaram-se reuniões com os acadêmicos participantes para discussão das etapas a serem seguidas para desenvolvimento da proposta; proposição de leituras e metodologias; levantamento das residências para coleta de dados; tabulação dos dados levantados e elaboração do programa de necessidades; Elaboração de anteprojetos a partir dos dados coletados e tabulados; avaliação do projeto por docentes e discentes de arquitetura, engenharia civil e design; apresentação dos projetos às famílias; entrega dos Projetos à Pastoral do Menor de Xanxerê; aplicação prática das propostas.  Com este trabalho pode-se promover a integração entre universidade e comunidade, além da compreensão dos acadêmicos, sobre o conhecimento prático-teórico de cunho sustentável social, e produção de conhecimento científico, além de beneficiar crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

 

Palavras-Chave: Reformas, Vulnerabilidade; Sustentabilidade.

 

Biografia do Autor

Walter Strobel Neto

coordenador e professor do curso de Design UNOESC Xanxerê.

Downloads

Publicado

08-09-2015

Como Citar

Ferreira, A. S., Vicini, M. S., Strobel Neto, W., Gehlen, F., & Batista, G. R. (2015). PROJETOS DE REFORMA DE CASAS DE CRIANÇAS EM VULNERABILIDADE SOCIAL. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/8181

Edição

Seção

Xanxerê - Extensão