EFEITO GASTROPROTETOR DO CHÁ DE BOLDO PEUMUS BOLDUS EM RATOS WISTAR

Autores

  • Francielle Garghetti Battiston Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Sharline Rita Bello Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Julcimar Machado Maciel Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Natalha Biondo Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

A planta Peumus boldus, popularmente conhecida como boldo do chile, possui propriedades que aumentam a secreção da bile no intestino, antissépticas, sedativas e diuréticas. É uma das plantas mais citadas em levantamentos etnobotânicos. Há uma carência de informações sobre a real atividade gastroprotetora, ou seja, se contribui para a melhoria no tratamento de lesões de mucosa gástrica, incluindo, úlceras. Há muitos estudos que demonstram que o álcool etílico induz a lesões intensas na mucosa gástrica, da mesma maneira que alguns fármacos, como a indometacina. Diante do exposto, neste estudo teve-se como objetivo avaliar a atividade gastroprotetora do chá de boldo e cimetidina, utilizando dois parâmetros: as induções de lesão por etanol (5 mL/kg) e induções por indometacina (40 mg/kg). Foram avaliados cinco ratos machos Wistar divididos em seis grupos: BE (boldo+etanol); CE (cimetidina+etanol), SE (salina+etanol) e BI (boldo+indometacina); CI (cimetidina+indometacina); SI (salina+indometacina). A salina foi utilizada como tratamento controle. No modelo de estudo proposto, com as dosagens utilizadas em ratos adultos e o no tratamento em jejum sólido de 24h, os resultados demonstraram que não houve alterações significantes do pH colhido no estômago em ambos os grupos etanol e indometacina; poucos animais apresentaram lesões macroscópicas de mucosa gástrica, sendo identificadas poucas áreas hemorrágicas, porém, na análise histopatológica, percebeu-se que o chá de boldo possibilitou um grau menor de lesão no grupo etanol quando comparado ao grupo indometacina, demonstrando efeito protetor na referida mucosa; e a cimetidina, considerada controle positivo, teve baixo efeito protetor no grupo etanol e nenhum efeito protetor no grupo indometacina.

Palavras-chave: Peumus boldus. Lesão gástrica. Etanol. Gastroproteção.

Downloads

Publicado

08-09-2015

Como Citar

Garghetti Battiston, F., Bello, S. R., Machado Maciel, J., & Biondo, N. (2015). EFEITO GASTROPROTETOR DO CHÁ DE BOLDO PEUMUS BOLDUS EM RATOS WISTAR. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/8099

Edição

Seção

Xanxerê - Ensino