ESTUDOS PARA IMPLANTAÇÃO DE UM CENTRO DIA E CASA DE REPOUSO PARA IDOSOS NO MUNICÍPIO DE CATANDUVAS, SC

Autores

  • Angélica Savaris Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Elfride Anrain Lindner Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

 A velhice é uma etapa da vida e viver muito e bem é um direito do ser humano. No Município de Catanduvas, SC, no período de 2000 a 2010, censos do IBGE mostram que a população aumentou de 8.291 para 9.555 habitantes (crescimento anual de 1,52%), enquanto a população idosa (mais de 60 anos) passou de 552 para 982 pessoas (crescimento anual de 7,79%). O aumento significativo (5,11% da população idosa em relação à população em geral) torna necessário o surgimento de lugares que poderão trazer melhor qualidade de vida aos idosos. No presente trabalho estudou-se a implantação de um Centro Dia e de Casa de Repouso para idosos (atendimento diurno e noturno) no Município de Catanduvas, SC. Foi realizada a pesquisa de campo com a elaboração de dois questionários. O primeiro foi respondido por 12 profissionais de saúde que atuam com idosos, no Recanto do Idoso em Concórdia, SC e no Município de Catanduvas. A função profissional mais exercida é a dedicada à saúde física (93%). Em uma casa de repouso para idosos os quartos de descanso foram indicados como o ambiente mais essencial (94%). A atividade considerada mais importante se revelou a fisioterapia individual (94%). Para o lazer, os idosos preferem os jogos de mesa (93%). Os profissionais da área de saúde destacam que os idosos sentem mais dificuldade de acesso e locomoção (95%) nas escadas e rampas de casas de repouso. O segundo questionário foi aplicado aos familiares de idosos, envolvendo 10 famílias, com um total de 38 membros entrevistados. A creche Dia para idosos, do setor público, teve a preferência de 78% como local para deixar o idoso que necessita de companhia, enquanto seus familiares precisam trabalhar. A preferência dos familiares sobe para 84% para a casa de repouso pública, quando o idoso necessita de cuidados especializados 24 horas ao dia. Para ter o idoso acompanhado em uma casa de repouso do setor privado, 88% dos entrevistados concordariam em pagar de três a quatro vezes o valor do salário mínimo, mensalmente. Os motivos pelos quais as famílias não colocariam o idoso em uma casa de repouso, optando por contratação de cuidadoras, é pelo fato de não terem uma opção próxima, dificultando o deslocamento para visitas (83%). Na opinião dos familiares, riscos de maus-tratos, negligência e atendimento inadequado podem ocorrer quando os idosos são deixados com cuidadores (79%). Um Centro Dia e Casa de Repouso constitui ótima alternativa para o cuidado adequado ao idoso do Município, suprindo essa carência em Catanduvas. Trata-se de uma necessidade crescente nos municípios, propiciando a devida atenção à população idosa, cuidados diários com equipes especializadas e convívio e socialização com outras pessoas, garantindo qualidade de vida aos idosos.

Palavras-chave: Centro Dia para idosos. Casa de repouso para idosos. População idosa.

Biografia do Autor

Angélica Savaris, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Acadêmica do curso de Engenharia Civil

Elfride Anrain Lindner, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Dra em Engenharia Ambiental (UFSC, 2007);

MSC Engenharia Civil (USP, EESC, 1983)

Engenheira Civil (UFSC, 1976)

Professora do curso de Engenharia Civil, Unoesc - Joaçaba

Downloads

Publicado

08-09-2015

Como Citar

Savaris, A., & Anrain Lindner, E. (2015). ESTUDOS PARA IMPLANTAÇÃO DE UM CENTRO DIA E CASA DE REPOUSO PARA IDOSOS NO MUNICÍPIO DE CATANDUVAS, SC. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/7935

Edição

Seção

Joaçaba - Extensão