ENSAIO CLÍNICO COMPARANDO A LONGEVIDADE E EFICÁCIA DO CLAREAMENTO UTILIZANDO PERÓXIDO DE CARBAMIDA 22% VERSUS PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO 7,5% COM ACOMPANHAMENTO DURANTE 12 MESES

Autores

  • Mauricio Costa Silveira de Avila UNOESC
  • Mauricio Ranckel Junior

Resumo

Atualmente, vivemos em uma sociedade que valoriza de forma crescente a estética, com a popularidade do clareamento dental. O clareamento é um procedimento não invasivo, que apresenta evidências científicas suficientes para serem usadas com segurança nas atividades clínicas diárias. Por essa razão, a maioria dos pacientes procuram os consultórios odontológicos com a finalidade de clarear seus dentes de uma forma segura e rápida. Muitas técnicas e materiais têm sido introduzidos no mercado odontológico considerando atender a essa demanda. Teve-se, com este estudo, o objetivo de avaliar o efeito rebote de cor e a sensibilidade do clareamento dental utilizando a técnica caseira com diferentes géis clareadores. A metodologia empregada foi a boca dividida, na qual participaram do estudo 12 pessoas (n=12) utilizando White e Brite Nigth® - peróxido de carbamida 22% para a Hemiarcada Esquerda, e Hemiarcada direita White Class® - peróxido de hidrogênio 7,5%. As cores dos dentes foram aferidas utilizando um espectrofotômetro Vita EasyShade®, imediato, duas semanas após a finalização do tratamento e a cada três meses posteriores. Por meio do questionário da escala de VAS, foi avaliado diariamente o grau de sensibilidade durante a realização do tratamento. Após a análise dos dados, concluiu-se que não houve diferenças significativas na variância de cor entre os grupos e elementos dentais pesquisados no período avaliado. O grau de sensibilidade neste estudo não foi significante para os géis utilizados.

Palavras-chave: Clareamento dental. Estabilidade. Sensibilidade.

Downloads

Publicado

08-09-2015

Como Citar

Costa Silveira de Avila, M., & Ranckel Junior, M. (2015). ENSAIO CLÍNICO COMPARANDO A LONGEVIDADE E EFICÁCIA DO CLAREAMENTO UTILIZANDO PERÓXIDO DE CARBAMIDA 22% VERSUS PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO 7,5% COM ACOMPANHAMENTO DURANTE 12 MESES. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/7857

Edição

Seção

Joaçaba - Pesquisa