EFEITO DE AMINOÁCIDOS E MICRONUTRIENTES NO TRATAMENTO DE SEMENTES SOBRE O DESENVOLVIMENTO DA SOJA

Autores

  • Mauricio Vicente Alves Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Cleidiane de Souza Valentini Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Denian Heitor Valentini
  • Cristiano Nunes Nesi Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

A soja (Glycine max) é a principal commodity agrícola mundial; representou nas últimas safras aumentos produtivos de até 49% em nível de Brasil, considerando sua valorização no mercado mundial, bem como a extração de óleo e farelos para a alimentação humana e animal. Nesse sentido, a utilização de aminoácidos pode ser uma alternativa para a melhoria das produtividades. Objetivou-se, com este estudo, quantificar a eficiência dos tratamentos com aminoácidos e micronutrientes na cultura da soja. O estudo foi realizado em casa de vegetação da Unoesc de Xanxerê, onde foram utilizados vasos de 20 litros com um Latossolo vermelho, com as seguintes características químicas: teor de argila: 54%; Ind. SMP: 5,6; P: 10,6 mg/dm³; K: 147 mg/dm³: MO: 4,9%; Al: 0,1 cmolc/dm³; Ca: 7,5 cmolc/dm³; Mg: 1,9 cmolc/dm³ e H+Al: 6,9 cmolc/dm³. Os tratamentos foram: Testemunha: sem adição de produto; CoMo: produto comercial à base de cobalto e molibdênio; OB: aminoácidos derivados de petróleo; LE: composto de micronutrientes; e BX: aminoácidos à base de água de xisto e carbono. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com cinco repetições. Foram analisados os teores de N, P e K das folhas no estádio R3/ R4. Após a maturação, foi estimada a produção por hectare, o número de vagens por planta e o peso de mil grãos. O teor de N das folhas não variou entre os tratamentos, já em relação ao teor de P e K, o tratamento de aminoácidos (OB) obteve o menor valor, diferindo de LE e BX para P e LE, BX e CoMo para K. A altura de plantas teve os melhores resultados no tratamento BX, seguida de CoMo. Quanto às vagens por planta, o tratamento BX foi o melhor, diferindo de Testemunha e OB, para peso de mil grãos, os melhores tratamentos foram OB e LE. Já para a produtividade, os tratamentos com aminoácidos OB, LE e BX foram os melhores.

Palavras-chave: Metabolismo. Análise nutricional. Glycine max.

Biografia do Autor

Mauricio Vicente Alves, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Eng. Agr. Prof. Dr. da Universidade do Oeste de Santa Catarina - Unoesc - Xanxerê.

Cristiano Nunes Nesi, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Eng. Agr. Prof. Dr. da Universidade do Oeste de Santa Catarina - Unoesc - Xanxerê.

Downloads

Publicado

08-09-2015

Como Citar

Alves, M. V., de Souza Valentini, C., Valentini, D. H., & Nunes Nesi, C. (2015). EFEITO DE AMINOÁCIDOS E MICRONUTRIENTES NO TRATAMENTO DE SEMENTES SOBRE O DESENVOLVIMENTO DA SOJA. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/7825

Edição

Seção

Xanxerê - Pesquisa