A OCUPAÇÃO URBANA E O PROBLEMA DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM SEARA, SC

Autores

  • Daiane Regina Valentini Arquiteta e Urbanista - Mestre em Geomática – Professora do Curso de Arquitetura e Urbanismo da UNOESC Xanxerê - CAU BR A51414-4.
  • Marciele Bigolin Graduanda em Arquitetura e Urbanismo – Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC) / Campus Xanxerê (SC).
  • Paulo Roberto Camiloti Graduando em Arquitetura e Urbanismo – Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC) / Campus Xanxerê (SC).
  • Emanuela Bragagnolo De Lima Graduanda em Arquitetura e Urbanismo – Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC) / Campus Xanxerê (SC).
  • Marília Lazarotto Graduanda em Arquitetura e Urbanismo – Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC) / Campus Xanxerê (SC).
  • Jéssica Orso Graduanda em Arquitetura e Urbanismo – Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC) / Campus Xanxerê (SC).
  • Anatieli Baioco Rocha Graduanda em Arquitetura e Urbanismo – Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC) / Campus Xanxerê (SC).

Resumo

Na região Oeste de Santa Catarina, o Município de Seara passa por sérios problemas em relação ao abastecimento de água, principalmente em épocas de estiagem. Assim, esta pesquisa teve como objetivo diagnosticar a problemática do abastecimento de água de Seara e relacioná-la aos fatores da ocupação urbana que ocasionam ou agravam essa problemática. A pesquisa propôs-se a examinar as características do processo de desenvolvimento urbano, bem como a configuração topográfica relacionada às formas de abastecimento utilizadas no Município. Também foram avaliadas bibliografias e informações advindas da Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense (AMAUC), à qual o município pertence, a coleta de material jornalístico dos últimos dois anos da região em questão, o mapeamento da ocupação urbana do Município e a pesquisa com moradores locais. Constatou-se, então, que o problema advém principalmente da topografia extremamente acentuada do Município, bem como a forma como este foi sendo ocupado, sem um planejamento urbano adequado. Além disso, há o descaso com a preservação das encostas dos rios e nascentes e a falta de investimentos por parte do poder público no sistema de abastecimento de água. Conclui-se que é necessário haver maiores estudos e investimentos na área, a fim de viabilizar o consumo de água nas partes mais altas do Município, onde vive a maioria da população, além de desenvolver melhor a captação e o armazenamento de água do rio Caçador.

Palavras-chave: Seara. Abastecimento. Água. 

Downloads

Publicado

29-08-2014

Como Citar

Valentini, D. R., Bigolin, M., Camiloti, P. R., De Lima, E. B., Lazarotto, M., Orso, J., & Rocha, A. B. (2014). A OCUPAÇÃO URBANA E O PROBLEMA DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM SEARA, SC. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 370. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5765

Edição

Seção

Xanxerê - Ensino