RELATÓRIO DE ESTÁGIO BÁSICO IV

Autores

  • Patricia Mattana Universidade do Oeste Catarinense - UNOESC
  • Elizane Borssoi Universidade do Oeste Catarinense - UNOESC
  • Sandra Lucia Zanella

Resumo

Compreender os processos de aprendizagem, principalmente das crianças e no cenário escolar, auxilia no planejamento dos planos de ensino, dos conteúdos, dos métodos, dos instrumentos, da didática e também no envolvimento dos profissionais com os alunos. Essa compreensão pode ser feita baseada nas Teorias da Aprendizagem, entre elas, a Teoria Sociointeracionista de Vigotsky, a Teoria Construtivista de Piaget e a Teoria Psicogenética de Wallon. Com o objetivo de identificar a concepção pedagógica da escola, analisar a teoria de aprendizagem que norteia a prática pedagógica, conhecer a relação professor-aluno e observar a influência dessa relação no comportamento dos alunos, realizou-se entrevista com os professores e observação dos alunos em sala, de forma a sugerir intervenções para melhor andamento e aproveitamento da aprendizagem escolar. Por meio da abordagem qualitativa, foi feito um trabalho de campo, com técnicas de observação e entrevista. Os sujeitos observados foram os alunos e os professores presentes nos dias em que se realizaram as observações. Os alunos eram da faixa etária de 6 a 7 anos e estudavam no 3º ano do ensino fundamental. A análise ocorreu por meio do confronto dos dados colhidos com as teorias apresentadas no trabalho. Foram observadas com mais ênfase duas professoras, a regente e a substituta. Percebeu-se, a partir das teorias e concepções estudadas, que ambas as professoras utilizavam-se do método tradicional de ensino, em razão dos exercícios repassados aos alunos. Porém, a professora regente exercia seu papel mais voltado ao Plano Político-pedagógico da Escola e à teoria de Vigotsky, ligando os conteúdos às práticas diárias e com menos pressão e mais autoridade sobre a turma. A professora substituta, em contrapartida, apenas entregava os exercícios, explicava brevemente e passava o restante da aula preocupada em manter a ordem. Porém, como defende Wallon, nessa fase da criança a agitação é normal e a exigência da professora somente gerava conflitos e desgastes em ambos, além de não gerar aproveitamento sobre os conteúdos. Feitas essas observações, conclui-se que a relação professor-aluno exerce forte influência sobre o comportamento e aprendizado da criança, e que a necessidade do professor conhecer as limitações e as características das crianças na fase em que se encontram é fundamental para o ensino-aprendizagem.

Palavras-chave: Aprendizagem. Relação professor-aluno. Teorias da aprendizagem. Concepções pedagógicas. 

Downloads

Publicado

29-08-2014

Como Citar

Mattana, P., Borssoi, E., & Zanella, S. L. (2014). RELATÓRIO DE ESTÁGIO BÁSICO IV. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 71. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5738

Edição

Seção

Chapecó - Ensino