PROCESSO DE RESTAURAÇÃO DE MÓVEIS DE ÉPOCA

Autores

  • Claudio Luiz Orço UNOESC
  • Michele Marques

Resumo

Tendo como objetivo manter viva a história da construção cultural de uma sociedade, de um povo, de uma “tribo”, o presente estudo discorreu sobre um método de restauração de móveis de época, no qual o processo de restauro vai além da reconfiguração visual, de modo a entender o significado da cultura que originou determinada peça decorativo-funcional. Esse método trata os móveis de época como manifestações culturais de um povo, sendo reflexo da cultura como a expressão que é gradativamente construída por meio da construção das relações humanas, das experiências vividas entre as pessoas no cotidiano e da troca de conhecimentos entre as gerações. Como fruto dessa interação, vão nascendo simbolismos e significâncias que são comuns a um determinado grupo de indivíduos e que, compartilhados entre si, vão elencando a identidade de um povo, discernindo-os de outras comunidades culturais, tipificando tal povo. A compreensão das raízes culturais, da forma como foi construído, do processo de fabricação quase sempre manual, traz à tona as marcas de um passado que não pode ser esquecido, por ser determinante às transformações culturais passadas pela sociedade de hoje, e também por fazer entender a motriz de tais transformações. Hoje, os processos de fabricação evoluíram, minimizando o esforço físico e o dano causado à saúde de quem produz, perdendo o envolvimento sentimental e emocional entre produtor e produto. Muitas vezes, são recebidas peças a serem restauradas com mais de 100 anos, de vários cantos do país, e muitos clientes discorrem que tais peças foram feitas “à mão” ou “a facão” por seus avós. Nesse caso, há certa relação afetiva com o móvel, de modo que seu valor não pode mais ser avaliado considerando somente parâmetros financeiros, mas também sentimentais, emocionais e culturais. Para tanto, no processo, o móvel torna-se um objeto de estudo e portador de informações temporais sobre a identidade cultural regionalista, carregado de características históricas, sendo o processo de recuperação de móveis um meio de resgate das raízes culturais.

Palavras-chave: Restauração. Móveis. Manifestações. Raízes culturais.

Biografia do Autor

Claudio Luiz Orço, UNOESC

Diretor de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão da Unoesc, Campus de Xanxerê/SC

Downloads

Publicado

29-08-2014

Como Citar

Orço, C. L., & Marques, M. (2014). PROCESSO DE RESTAURAÇÃO DE MÓVEIS DE ÉPOCA. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 455. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5731

Edição

Seção

Xanxerê - Pesquisa