VIABILIDADE ECONÔMICA DA UTILIZAÇÃO DO PÓ DE ROCHA NA CULTURA DO BRÓCOLIS (Brassica oleracea)

Autores

  • André Sordi
  • Cheila Biazussi
  • Emanuela Karoline Valer
  • Katiussa Cipriano

Resumo

As atividades olerícolas sempre foram de fundamental importância para a sustentabilidade de pequenas propriedades agrícolas das quais a principal característica baseia-se no emprego de mão de obra familiar em suas atividades. São pequenas produções constituídas principalmente de produtos agroecológicos, os quais são de ótima qualidade, mais saudáveis e sem a presença de resíduos tóxicos e a venda é feita diretamente ao consumidor, aumentando a renda familiar, eliminando o atravessador e havendo consequente aumento da renda na propriedade. A presente pesquisa teve por objetivo avaliar a produtividade e os teores de nitrogênio, fósforo e potássio na produção de brócolis de cabeça submetido a diferentes doses de pó de rochas, visando à possibilidade da utilização desse pó em sistemas produtivos. Além da produtividade do brócolis por hectare, foram avaliados os componentes de rendimento do brócolis, sendo: diâmetro das inflorescências, diâmetro do caule, altura de planta (cm), medindo desde a superfície do solo até a inflorescência, e valor nutritivo. No Brasil, a utilização de pó de rocha é pouco difundida e está restrita a zonas próximas às minas de extração, sendo essa prática direcionada a cultivos orgânicos. O pó de rocha possui baixa relação PK e nenhum N, inviabilizando, muitas vezes, o transporte do produto a longas distâncias o que aumentaria o custo de produção. No entanto, em razão da liberação lenta do pó de rocha, espera-se um efeito residual ao solo, o qual viabilizará a produção de culturas subsequentes, o que será estudado com a análise de solo posterior à colheita do brócolis. Nesse sentido, salienta-se que até o presente momento não foram realizados experimentos demonstrando a capacidade produtiva de olerícolas, especialmente brócolis, com diferentes doses de pó de rocha nas condições climáticas e de solo em que o experimento foi conduzido. Estudos que demonstram o real aumento da produtividade do brócolis com adição de pó de rocha são de fundamental importância para definir estratégias e introduzir tecnologias a produtores que se enquadram nesse perfil tecnológico. O pó de rocha é uma alternativa ecologicamente correta e vem se tornando uma alternativa a produtores orgânicos em todo o país. Além disso, a adoção de tecnologias que visem ao aumento da produtividade de pequenos produtores, com baixo custo econômico e ambiental é necessária para a manutenção da viabilidade agrícola.

Palavras-chave: Brassica olerace. Pó de rocha.

Downloads

Publicado

2014-08-29

Como Citar

Sordi, A., Biazussi, C., Valer, E. K., & Cipriano, K. (2014). VIABILIDADE ECONÔMICA DA UTILIZAÇÃO DO PÓ DE ROCHA NA CULTURA DO BRÓCOLIS (Brassica oleracea). Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 267. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5694

Edição

Seção

São Miguel do Oeste - Ensino