AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA TERAPÊUTICA HIPOGLICEMIANTE ORAL DE PACIENTES DIABÉTICOS TIPO 2 DO MUNÍCIPIO DE SÃO MIGUEL DO OESTE, SC

Autores

  • Eduardo Ottobelli Chielle
  • Taisa Paula Giacomini

Resumo

O Diabetes mellitus (DM) é um grupo de doenças metabólicas, e é caracterizada pela hiperglicemia resultante de defeitos na secreção e/ou na ação da insulina associadas à adoção de hábitos de vida pouco saudáveis. O DM ocasiona um aumento de problemas micro e macrovasculares, desse modo, é de extrema necessidade que o paciente diabético tenha um bom controle glicêmico, realizando um tratamento multifatorial, com mudanças de estilo de vida, utilização de medicamentos orais e/ou injetáveis e monitoração de glicemia tanto em curto prazo, com as dosagens de glicose quando em longo prazo, com as determinações dos valores de hemoglobina glicada. Participaram da pesquisa 72 pacientes, dos quais 26 (36,11%) eram homens e 46 (63,88%) mulheres, com idade entre 41 e 85 anos, tendo, a maioria, a faixa etária de 61 a 70 anos (41,66%). Em relação aos hábitos alimentares e à atividade física, 41,6% dos pacientes seguem dieta descrita por médico e/ou nutricionista e 36% afirmam exercitar-se regularmente. Dos pesquisados, seis (8,3%) afirmam ter o hábito de fumar e 56 (77,77%) relatam possuir outra patologia além do DM2, sendo a hipertensão a que ocorre com mais frequência (61,11%). Os níveis glicêmicos mostraram que a maioria dos pacientes não possuem glicemia de jejum normal (<99 mg/dl) visto que a média foi de 179±25 mg/dL, em que os homens possuíram uma média de 165±18 mg/dL e as mulheres de 169±22 mg/dL. Quanto aos níveis de HbA1C, 60 (83%) pacientes apresentaram resultados dentro do recomendado, observando-se que os participantes do gênero masculino apresentaram uma média de HbA1C de 8% e do gênero feminino, de 7,3%. Concluiu-se, com este estudo, que a maioria dos pesquisados não segue uma dieta alimentar adequada e nem se exercita regularmente. Os níveis glicêmicos em curto prazo não se apresentam controlados, porém, em longo prazo, a maioria dos indivíduos apresentam HbA1C nos níveis desejados.

Palavras-chave: Diabetes mellitus. Glicemia. Hemoglobina glicada. Hábitos de vida.

Downloads

Publicado

29-08-2014

Como Citar

Chielle, E. O., & Giacomini, T. P. (2014). AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA TERAPÊUTICA HIPOGLICEMIANTE ORAL DE PACIENTES DIABÉTICOS TIPO 2 DO MUNÍCIPIO DE SÃO MIGUEL DO OESTE, SC. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 279. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5593

Edição

Seção

São Miguel do Oeste - Pesquisa