ESTUDO DE VIABILIDADE DE EXPORTAÇÃO DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS: UM ESTUDO DE CASO DA EMPRESA ODEME DENTAL RESEARCH

Autores

  • Liandra De Marco Unoesc - Joaçaba
  • Caroline Moresco Contti
  • Giliar Alves Dias

Resumo

Observando a transformação dos mercados em prospecção de investimento a novos países, percebe-se que as empresas vislumbram alternativas tanto no mercado interno quanto no externo para a descoberta de novos produtos e tecnologias que possam proporcionar maior lucratividade. Atualmente, o setor de tecnologia vem evoluindo consideravelmente, com isso, o governo de diversos países estimula o investimento em estudos e pesquisas de novas tecnologias ou novos produtos, principalmente no que se refere a produtos que possam melhorar a saúde da população, inclusive a saúde bucal. O objetivo deste estudo foi analisar a viabilidade de exportação de produtos odontológicos para a empresa Odeme Dental Research. Compreendendo, assim, o estudo do ambiente interno e externo da organização, a análise e a identificação de possíveis mercados compradores, a viabilidade financeira e econômica da exportação e a avaliação do processo operacional da exportação. Justifica-se a importância desta pesquisa, pois percebe-se que a possibilidade de inserção em mercados internacionais possibilita às empresas a oportunidade de aumentar a sua competitividade e também o crescimento sustentável. O método de pesquisa para desenvolvimento do estudo de viabilidade de exportação foi o estudo de caso único. A abordagem de pesquisa utilizada foi qualitativa, por meio de entrevistas com roteiro semi-estruturado, aos proprietários e diretores da empresa. Também se utilizou da abordagem quantitativa para análise dos dados, os quais foram coletados em fontes secundárias, por meio de pesquisas em sites especializados de comércio exterior, do governo brasileiro, como a base de dados no Aliceweb, Radar Comercial e BrasilGlobalNet. A partir da análise dos dados, verificou-se que nos últimos três anos ocorreu um crescimento significativo no que se refere ao volume de exportação para os países europeus, como a Espanha, e também países da América do Sul, como o Chile, o que possibilitou a  ampliação da distribuição geográfica de produtos no setor odontológico. No ano 2012, a Espanha importou o volume de 28.116 unidades de produtos odontológicos, em comparação, o Chile importou o volume de 80.076 unidades desses mesmos produtos, observando que o Brasil é o segundo país em nível mundial na indústria de produtos odontológicos. O Estado de Santa Catarina, nos últimos três anos, foi responsável pelo montante de 8,47% do total exportado pelo Brasil. Os dados deste estudo demonstraram que o mercado de produtos odontológicos tem apresentado um aumento considerável de demanda nos últimos anos, tornando-se atrativo para empresas do segmento.

Palavras-chaves: Exportações. Produtos odontologicos. Volumes de exportação. 

Downloads

Publicado

29-08-2014

Como Citar

De Marco, L., Contti, C. M., & Dias, G. A. (2014). ESTUDO DE VIABILIDADE DE EXPORTAÇÃO DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS: UM ESTUDO DE CASO DA EMPRESA ODEME DENTAL RESEARCH. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 238. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5588

Edição

Seção

Joaçaba - Extensão