PSICODINÂMICA DO TRABALHO E QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR: O PROBLEMA DO ESTRESSE OCUPACIONAL NO ÂMBITO DAS RELAÇÕES DE TRABALHO

Autores

  • Rodrigo Goldschmidt UNOESC
  • Maiara Vanessa Gusi

Resumo

O presente trabalho teve por escopo analisar a banalização do meio ambiente laboral e a consequente precarização do trabalho e da saúde mental do trabalhador, que se encontra em uma luta constante pela sobrevivência profissional, pela manutenção de sua integridade física e pela sua saúde mental, diante das formas de organização do trabalho promovidas pelo crescimento capitalista. Para alcançar os fins almejados, realizou-se um estudo específico sobre a relação entre saúde mental e trabalho pelo viés da psicodinâmica do trabalho, tomando como ponto de partida a transformação gerada pela Revolução Industrial entre os séculos XVIII e XX e os modelos de organização do trabalho taylorista e fordista. Intenta-se, no entanto, promover o direito fundamental ao trabalho digno e o princípio constitucional da dignidade da pessoa humana, considderando o grande número de trabalhadores que vêm sendo acometidos pelo estresse ocupacional. O trabalho é de grande importância, haja vista que a dignidade da pessoa humana constitui um dos fundamentos da República Federativa do Brasil. Além disso, é assegurado a todos os cidadãos o direito social à saúde e ao trabalho, intrínsecos à Magna Carta brasileira e que deve ser assegurado a todos os trabalhadores. O estudo pautou-se em pesquisa qualitativa, dedutiva e documental.

Palavras-chave: Meio ambiente laboral. Saúde mental do trabalhador. Psicodinâmica do trabalho. Estresse ocupacional. Direito fundamental ao trabalho digno.  

Downloads

Publicado

29-08-2014

Como Citar

Goldschmidt, R., & Gusi, M. V. (2014). PSICODINÂMICA DO TRABALHO E QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR: O PROBLEMA DO ESTRESSE OCUPACIONAL NO ÂMBITO DAS RELAÇÕES DE TRABALHO. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 100. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5529

Edição

Seção

Chapecó - Pesquisa