SAÚDE PÚBLICA: ESTUDO DE CASO NA REGIONAL DE SAÚDE DE JOAÇABA

Autores

  • Nelzi Ferreira de Queiroz Junior Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Gabriel Weiss
  • Christian Ouriques Breda

Resumo

Entre as várias críticas referentes ao Sistema Único de Saúde (SUS) no país, destaca-se a diferença entre o sistema previsto em parâmetros legais e aquele que está sendo proporcionado à população no dia a dia. O objetivo principal foi apurar os motivos pelos quais o que está legalmente fundamentado no SUS não é efetuado na prática pelos profissionais envolvidos. Analisar quem são os atores envolvidos na política pública de saúde, diferenciar o papel de cada um, saber se tais profissionais conhecem as políticas públicas do SUS, determinar as dificuldades entre gestores e executores, descobrir se os gestores possuem capacitação adequada para ocupar tais cargos e quais são os problemas principais do sistema encontrados por eles foram os objetivos secundários da pesquisa. O estudo é do tipo qualitativo, com recursos da pesquisa quantitativa (estatística descritiva). O tema foi explorado por meio de estudo de caso e a amostra foi constituída pelos secretários de saúde e pelos médicos que trabalham nos postos de saúde, nos municípios da Regional de Saúde do Município de Joaçaba. O instrumento de pesquisa foi questionário fechado, o qual foi aplicado igualmente aos gestores e executores. Os resultados mostram que não há diferença estatística de gênero entre gestores e médicos e tanto um quanto outro possui a média de idade menor que 45 anos; ainda, que os secretários de saúde estão trabalhando há mais de 10 anos na área e que o contrário ocorre com os médicos; que ambos acreditam ter conhecimentos de nível mediano em relação às políticas públicas do SUS; que o principal problema encontrado é a limitação/má aplicação dos recursos disponíveis e que o principal problema entre gestores e médicos é, para estes, a interferência política nos cargos públicos, enquanto, para aqueles, não há problemas. Por meio da pesquisa, nota-se que o problema central são os recursos financeiros, e os problemas periféricos incluem cargos preenchidos por meios políticos e o não aprofundamento nos conhecimentos referentes às políticas públicas do SUS pelos profissionais envolvidos.

Palavras-chave: Sistema Único de Saúde. Gestão pública. Saúde pública.

Biografia do Autor

Nelzi Ferreira de Queiroz Junior, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Acadêmico de medicina, presidente do Diretório Central dos Estudantes e tesoureiro do núcleo acadêmico do LIONS Joaçaba.

Downloads

Publicado

05-09-2014

Como Citar

de Queiroz Junior, N. F., Weiss, G., & Breda, C. O. (2014). SAÚDE PÚBLICA: ESTUDO DE CASO NA REGIONAL DE SAÚDE DE JOAÇABA. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 228. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5526

Edição

Seção

Joaçaba - Pesquisa