A OCUPAÇÃO FEMININA NOS LOCAIS DITOS MASCULINIZADOS: UM ESTUDO DO SETOR METAL-MECÂNICO

  • Tania Maria dos Santos Nodari Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Renata Oneda Baccin Universidade do Oeste de Santa Catarina.
  • Regina Oneda Mello Universidade do oeste de Santa Catarina.
  • Rodrigo André Fernandes

Resumo

Entre as transformações econômicas e sociais ocorridas a partir do século XX, pode-se destacar o crescimento do trabalho da mulher nos setores produtivos para atender às demandas das organizações, para aumentar a renda familiar e também por um desejo de crescimento profissional. O trabalho da mulher está presente em praticamente todos os setores produtivos, inclusive os considerados essencialmente masculinos. O objetivo deste trabalho foi analisar a inserção do trabalho da mulher na indústria metal-mecânica, especificamente em uma empresa no município de Luzerna, SC. Em relação aos procedimentos metodológicos, optou-se por uma pesquisa qualitativa, utilizando-se a pesquisa bibliográfica e também a pesquisa de campo, e como instrumento de pesquisa, um questionário composto por questões abertas e fechadas, aplicado a 14 mulheres entre as 30 que trabalham na empresa pesquisada. Como resultado, percebeu-se que as mulheres estão satisfeitas com o trabalho e que optaram por trabalhar no setor porque a empresa está localizada próximo de sua residência, porque não trabalham no sábado, entre outros motivos. Elas também relataram, na maioria, que não há problema em trabalhar com homens e que não foram assediadas moral ou sexualmente pelos colegas de trabalho. E, além disso, a empresa também se mostra satisfeita com o trabalho desempenhado por elas. O estudo revelou que as mulheres estão satisfeitas em trabalhar em um setor, considerado, até então, essencialmente masculino.

 Palavras-chave: Mercado de trabalho. Indústria metal-mecânica. Mulheres e trabalho.

Biografia do Autor

Tania Maria dos Santos Nodari, Universidade do Oeste de Santa Catarina
Doutora em Ciências Sociais (UNiversidade Pablo de Olavide de Sevilla), Mestre em Administração Moderna de Negócios (FURB), Especialista em Gestão de Recursos Humanos (Unoesc). Professora e coordenadora de cursos de graduação e pós graduação da Unoesc-Joaçaba. Co-editora da Revista Unoesc & Ciência.
Renata Oneda Baccin, Universidade do Oeste de Santa Catarina.
Ex-aluna do Curso de Direito.
Regina Oneda Mello, Universidade do oeste de Santa Catarina.
Mestre em Educação. Professora da Unoesc - Joaçaba. Co-orientadora da pesquisa.
Publicado
04-09-2014
Como Citar
Nodari, T. M. dos S., Baccin, R. O., Mello, R. O., & Fernandes, R. A. (2014). A OCUPAÇÃO FEMININA NOS LOCAIS DITOS MASCULINIZADOS: UM ESTUDO DO SETOR METAL-MECÂNICO. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 167. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5448
Edição
Seção
Joaçaba - Pesquisa