COMPREENDENDO AS ALTERAÇÕES NO SISTEMA RENINA-ANGIOTENSINA DURANTE AS FASES INICIAIS DA SEPSE

Autores

  • Geisson Marcos Nardi Unoesc Joaçaba
  • Thais Bonato de Arruda Unoesc Joaçaba

Resumo

A sepse é uma síndrome responsável pela morte de 220 mil pessoas por ano no Brasil e é uma das principais causas de internamento em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Do ponto de vista cardiovascular, a sepse se caracteriza pela queda substancial da pressão arterial; mesmo após reposição volêmica e administração de vasoconstritores, mantém-se baixa, podendo resultar em falência de múltiplos órgãos. O Sistema Renina Angiotensina (SRA) representa um importante papel regulatório da Pressão Arterial tanto em curto quanto em longo prazo. Este projeto teve como objetivo verificar se existem alterações nas suas fases iniciais do SRA durante a sepse e se a inibição da produção de óxido nítrico (NO) melhora o quadro hipotensivo. Dessa forma, utilizou-se o modelo de ligação cecal e perfuração para reproduzir o quadro hipotensivo durante a patologia. Três, seis, 12 e 24 horas após a indução da sepse, foram administradas os agonistas Angiotensina I e II, seguidas da administração de 7-Nitroindazol, um inibidor seletivo da enzima Óxido Nítrico Sintase, e repetidas novamente as três doses dos agonistas. Os resultados demonstram que ocorreram hipotensão e redução da resposta à administração de angiotensina I e II em todos os tempos avaliados e estes parâmetros não melhoram após a inibição da produção de NO. Dessa forma, podemos concluir que a inibição da produção de NO não participa da redução da resposta vasoconstritora de ambas as angiotensinas durante a sepse.

Palavras-chave: Sepse. Sistema Renina Angiotensina. 7-Nitroindazol. Angiotensina I. Angiotensina II.

Downloads

Publicado

2014-09-04

Como Citar

Nardi, G. M., & de Arruda, T. B. (2014). COMPREENDENDO AS ALTERAÇÕES NO SISTEMA RENINA-ANGIOTENSINA DURANTE AS FASES INICIAIS DA SEPSE. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 184. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5439

Edição

Seção

Joaçaba - Pesquisa