ANÁLISE DO BANCO DE SEMENTES DO SOLO PRESENTE NO PARQUE ESTADUAL DAS ARAUCÁRIAS, SC

Autores

  • Manuela Gazzoni dos Passos Unoesc Xanxerê
  • Geisa Percio do Prado
  • Ricardo de Rocco
  • Michel Platini Casal

Resumo

O termo Banco de Sementes indica a reserva de sementes viáveis no solo, em profundidade e em sua superfície, sendo constituído por sementes vivas ou associadas a serapilheira, em uma determinada área em um dado momento. Representa um papel ecológico importante para o suprimento de novos indivíduos em uma comunidade vegetal. Dessa forma, o presente projeto de pesquisa teve como objetivo avaliar o banco de sementes do solo das espécies vegetais presente no Parque Estadual das Araucárias, SC. Dessa maneira, este trabalho visou desenvolver uma análise qualitativa e quantitativa do banco de sementes do solo, identificando as espécies com potencial de autorregeneração. O projeto foi desenvolvido no Parque Estadual das Araucárias localizado nos Municípios de São Domingos e Galvão, SC. O parque possui uma área de 625 hectares coberta por floresta ombrófila mista. Para a coleta das amostras do solo foi utilizado um gabarito de madeira com dimensões de 25x25 cm, sendo retirado 05 cm de profundidade, totalizando o número de 51 amostras, utilizando método de transectos. As amostras foram armazenadas em sacos plásticos identificados com o número do ponto de coleta, posteriormente sendo espalhadas sobre 3 cm de vermiculita em bandejas plásticas de 40cm de comprimento, 25cm de largura e 7 cm de altura. O experimento foi conduzido no laboratório de germinação da Universidade do Oeste de Santa Catarina de Xanxerê, SC. Ficaram em uma temperatura constante de 25ºC e em fotoperíodo de 16 horas com irrigação diária. Para expressar os resultados foram calculados DA, DR, FA, FR e IVB. No momento da identificação foram constatadas 43 espécies e 20 famílias totalizando 2.972 indivíduos. Destacou-se a família Fabaceae que obteve 6 espécies, Asteraceae com 5 espécies e Lauraceae com 4 espécies. As espécies que obtiveram os maiores números de indivíduos germinados foram Capim Taquara, Doliocarpus pubens (cipó d’água), Coniza bonariensis L. Cronq. (buva branca), Nephrolepis exaltata (samambaia), Desmodium uncinatum (Jacq.) DC. e (Carrapicho Branco), Begonia elatior (begônia). Foi observado no banco de sementes do solo baixa germinação de indivíduos arbóreos. Conclui-se que existe um estoque de sementes bastante reduzido em relação às espécies arbustivo-arbóreas, havendo um predomínio de espécies herbáceas, o que determina a baixa similaridade encontrada entre a flora do banco e as espécies estabelecidas no dossel. Uma razão de haver poucas espécies arbóreas e muitas espécies de menos porte neste estudo, deve-se, provavelmente, à pressão exercida por animais, já que esse fragmento florestal pode ter se transformado em um refúgio para a fauna.

Palavras-chave: Regeneração. Dormência. Germinação.

Downloads

Publicado

2014-08-29

Como Citar

dos Passos, M. G., Percio do Prado, G., de Rocco, R., & Platini Casal, M. (2014). ANÁLISE DO BANCO DE SEMENTES DO SOLO PRESENTE NO PARQUE ESTADUAL DAS ARAUCÁRIAS, SC. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 408. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5425

Edição

Seção

Xanxerê - Pesquisa