CORRELAÇÃO DA COMPOSIÇÃO CORPORAL E A CAPACIDADE BIOFÍSICA DE POTÊNCIA DE ADOLESCENTES DO MEIO OESTE CATARINENSE

Autores

  • Elisabeth Baretta UNOESC
  • Adrieli Fernandes Unoesc
  • Rudy José Nodari Junior Unoesc
  • Gracielle Fin Unoesc
  • Mariarosa Mendes Fiedler Unoesc

Resumo

A análise de diversos fatores antropométricos vem sendo utilizado para que seja mais fácil e eficaz a compreensão de indicadores relacionados à aptidão física relacionada à saúde ou ao desempenho. As medidas de composição corporal podem ser usadas para monitorar mudanças durante o crescimento e desenvolvimento, e para analisar a ocorrência dos níveis de gordura em crianças. Este trabalho teve como objetivo investigar a correlação entre composição corporal e potência muscular de membros inferiores em crianças e adolescentes do Município de Joaçaba, SC. A amostra deste estudo foi composta por 1.398 escolares, sendo 704 do sexo feminino e 694 do sexo masculino, com idades de 10 a 17 anos. Para a avaliação da composição corporal, foi utilizado o Índice de Massa Corporal (IMC), e para a avaliação da potência, foi utilizado o teste de velocidade de deslocamento (20 metros), e o peso (Kg); nesse caso, o valor referente à potência foi calculado por meio da fórmula Potência={[peso (kg) x distância (m)]/tempo total(segundos, centésimo)}. A correlação entre o IMC e a Potência muscular de membros inferiores foi estudada utilizando o teste não-paramétrico Spearman. O tratamento estatístico dos dados foi realizado por meio do software Statistical Package for the Social Science (SPSS) versão 20. Após as análises, observou-se que para o sexo masculino, na idade de 17 anos, houve fraca correlação, nas idades de 10, 14 e 16 anos, houve moderada correlação e nas idades de 11, 12, 13 e 15 anos, houve forte correlação. Para o sexo feminino, observou-se uma moderada correlação aos 12, 14 e 15 anos e para as demais idades, foi encontrada uma forte correlação entre o IMC e a potência dos indivíduos. Após a realização do estudo, observou-se que existe correlação entre IMC e Potência muscular de membros inferiores em ambos os sexos e nas três fases de desenvolvimento.

Palavras-chave: Antropometria. Composição corporal. Potência.

Downloads

Publicado

04-09-2014

Como Citar

Baretta, E., Fernandes, A., Nodari Junior, R. J., Fin, G., & Fiedler, M. M. (2014). CORRELAÇÃO DA COMPOSIÇÃO CORPORAL E A CAPACIDADE BIOFÍSICA DE POTÊNCIA DE ADOLESCENTES DO MEIO OESTE CATARINENSE. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 188. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5395

Edição

Seção

Joaçaba - Pesquisa