DETERMINAÇÃO DA EFICIÊNCIA DE DIFERENTES AGENTES COAGULANTES NA REMOÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DE FÓSFORO EM UMA UNIDADE DE ABATE E INDUSTRIALIZAÇÃO DE AVES

Autores

  • Eduarda Magalhães Dias Frinhani UNOESC
  • Cleides Silveira dos Santos

Resumo

O aumento da concentração de nitrogênio e fósforo produzido pelas atividades humanas pode ocasionar eutrofização, deteriorando a qualidade dos corpos receptores e encarecendo o processo de tratamento da água. Para evitar a contaminação dos rios é necessário que os efluentes líquidos recebam tratamento antes de seu destino final; esses tratamentos normalmente são compostos por três etapas básicas denominadas tratamento preliminar (peneiramento), tratamento primário (físico-químico), como coagulação seguida de flotação e tratamento secundário (biológico), como lodo ativado. No presente trabalho foi realizado um teste de bancada utilizando Jar Test, para determinar a eficiência da remoção de fósforo de um efluente proveniente de uma unidade de abate e industrialização de aves. Testaram-se os agentes coagulantes: sulfato de alumínio ferroso, sulfato de ferro III, cloreto de ferro III e policloreto de alumínio (PAC) associado ao floculante comercial FLONEX A–110, um polímero aniônico. Além do parâmetro fósforo, avaliaram-se os parâmetros pH, demanda química de oxigênio (DQO), sólidos totais e turbidez. Por meio dos resultados obtidos nos testes constatou-se que a maior eficiência de remoção fósforo (89%) foi alcançada com o cloreto de ferro III, seguida do sulfato de ferro III com 87% de remoção, sulfato de alumínio ferroso com 86% e a menor remoção para o policloreto de alumínio (PAC) com 84%. Eficiências semelhantes foram observadas para os mesmos agentes coagulantes na remoção de matéria orgânica, expressa como DQO, turbidez e sólidos totais. O pH do efluente bruto foi reduzido de 6,3 para 4,9 com adição do cloreto de ferro III e para 5,6 com adição de policloreto de alumínio. O estudo demonstrou que sais de ferro possuem maior efetividade na remoção de carga orgânica e nutriente. É importante considerar que a eficiência de remoção no tratamento físico-químico de efluentes não depende apenas do coagulante, mas também de outras variáveis do sistema, como pH e aplicação de ar dissolvido para o processo de flotação, ou seja, é um conjunto de fatores que devem estar devidamente equilibrados, para que se possa obter os resultados desejados.

Palavras-chave: Agente coagulante. Remoção. Fósforo. Tratamento primário.

 

Biografia do Autor

Eduarda Magalhães Dias Frinhani, UNOESC

Bacharel em Química, Mestre em Agroquimica e Doutora em Ciência Florestal pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Professora da Área de Ciências Exatas e da Terra da UNOESC Joaçaba.

Downloads

Publicado

04-09-2014

Como Citar

Frinhani, E. M. D., & Silveira dos Santos, C. (2014). DETERMINAÇÃO DA EFICIÊNCIA DE DIFERENTES AGENTES COAGULANTES NA REMOÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DE FÓSFORO EM UMA UNIDADE DE ABATE E INDUSTRIALIZAÇÃO DE AVES. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 195. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5375

Edição

Seção

Joaçaba - Pesquisa