PERFIL PSICOSSOCIAL DE BAILARINOS DO MUNICÍPIO DE CHAPECÓ, SC

Autores

  • Sandra Rogéria de Oliveira Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Marisa Elaine Loesch Fabri

Resumo

A dança, quando praticada regularmente, traz muitos benefícios nos aspectos físico, emocional, cognitivo e social. Em relação aos adolescentes, favorece a construção do seu autoconhecimento, gera alegria e prazer e contribui na mudança comportamental, como a diminuição da violência social. A prática da dança, no contexto profissional, exige horas de treinamento por muitos anos de desenvolvimento e, assim, envolve uma série de componentes psicológicos como a motivação, a autoconfiança, a autoimagem e, também, o controle do estresse e da ansiedade, sejam estes pré-competitivos ou durante o extenso período de ensaio e treinamento. Na dança, a preparação psicológica mostra-se tão importante quanto a preparação física e técnica. Essa questão nos leva a investigar o perfil psicológico de 62 bailarinas, entre elas 22 da street dance e 40 do ballet clássico, de adolescentes entre 12 e 18 anos do sexo feminino que frequentam as escolas de dança do Município de Chapecó, SC. Como metodologia, foram utilizados os inventários de perfil: I-A Idiocêntrico-Aloecêntrico (MELO, 2008), IFEGA – femininos dos esquemas de gênero do autoconceito (GIAVONI; TAMAYO, 2005). Os resultados demonstraram que 50% dos bailarinos são Heteroalocêntrico sujeitos com predomínio do Alocentrismo sobre o Idiocentrismo; o grupo com essas características é mais responsável e fiel e preocupa-se mais com a sua equipe, valorizando a integridade e os laços de solidariedade, ajustando suas metas pessoais com as metas do grupo ao qual pertencem. Em relação às características sociodemográficas, as bailarinas clássicas estão a mais tempo praticando a modalidade e treinam mais horas por dia. Quanto ao perfil psicológico de gênero, existe uma relação direta com o estilo escolhido, uma vez que indivíduos procuram um estilo condizente com o seu esquema de gênero.

Palavras-chave: Dança. Perfil psicológico. Heteroalocêntrico. Gênero.

Biografia do Autor

Sandra Rogéria de Oliveira, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Mestre em Educação, Graduação em Educação Física e Letras. Professora do Curso de Educação Físicada Unoesc - Area das Ciências da Saúde e Educação.

Downloads

Publicado

29-08-2014

Como Citar

Oliveira, S. R. de, & Loesch Fabri, M. E. (2014). PERFIL PSICOSSOCIAL DE BAILARINOS DO MUNICÍPIO DE CHAPECÓ, SC. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 63. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5251

Edição

Seção

Chapecó - Ensino