ÍNDICES DE CONSUMO MÁXIMO DE OXIGÊNIO E LIMIARES METABÓLICOS DA EQUIPE MASCULINA DE VOLEIBOL PROFISSIONAL DE CHAPECÓ

Autores

  • Patrick Zawadzki Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Marcos Antonio Cesar Professor do Curso de Educação Física da Universidade do Oeste de Santa Catarina, de Chapecó.
  • Vinicius Leal Da Silva Membro do Grupo de Pesquisa do Curso de Educação Física da Universidade do Oeste de Santa Catarina, de Chapecó.
  • Rafael Cunha Laux Membro do Grupo de Pesquisa do Curso de Educação Física da Universidade do Oeste de Santa Catarina, de Chapecó.

Resumo

O consumo máximo de oxigênio (VO2máx) pode ser definido como o maior volume de oxigênio (VO2) por unidade de tempo que um indivíduo consegue captar, transportar e utilizar em nível celular e é um indicador amplamente utilizado no treinamento esportivo. Permite prescrever com maior precisão a intensidade dos exercícios aeróbios, além de predizer o rendimento esportivo. O objetivo do estudo foi determinar um perfil de pré-temporada dos jogadores profissionais (n=8) de voleibol de Chapecó, SC, para auxiliar na prescrição do macrociclo anual. Foi realizado um teste de esforço com um protocolo em rampa. Os instrumentos utilizados foram: Analisador de Gases (VO2000, Medical Graphics, Inglaterra), Esteira Ergométrica (Super ATL, Inbramed, Porto Alegre), Ressuscitador cardíaco (Inbramed, Porto Alegre) e material de escritório. O procedimento consistiu em um aquecimento normal de treino seguido do teste, que se iniciou a 8 km.h-1 e se incrementou a velocidade da esteira em 1 km.h-1 a cada minuto até a exaustão. A inclinação da esteira foi mantida constante, em 1°, durante todo o teste. A recuperação foi realizada em um ginásio anexo e mantida pelo tempo necessário até a estabilização da frequência cardíaca ou que o atleta sentisse o retorno à zona de conforto. As variáveis do estudo foram os volumes produzidos durante as trocas gasosas pulmonares, a frequência cardíaca (FC) e a velocidade de corrida. A análise dos dados foi executada a partir da média de cinco em sete aferições. O VO2máx e a FC máxima foram determinados a partir dos valores mais altos e os limiares metabólicos foram determinados por meio da inspeção visual para corrigir o comportamento produzido. Os resultados principais mostraram, para o VO2máx, uma média de 49,95 mL.kg-1. min-1 (dp=4,92), FC; para o VO2 consumido no primeiro limiar metabólico de 39,75 mL.kg-1. min-1 (dp=4,63); para o segundo limiar metabólico de 45,37 mL.kg-1. min-1 (dp=5,14). Os resultados da FC e da velocidade de corrida médios, respectivamente, foram 184 bpm e 15,88 km.h-1 no VO2máx, 163,50 bpm e 12,88 km.h-1 no primeiro limiar, e 176,25 bpm e 14,25 km.h-1 no segundo limiar. Entende-se a importância na determinação desses indicadores para o campo aplicado não somente para a equipe da amostra em questão, mas também como parâmetro para escolas de base, o que permite o desenvolvimento do esporte e qualifica o trabalho do profissional de Educação Física.

Palavras-chave: Voleibol. Consumo máximo de oxigênio. Limiares metabólicos. Aptidão física. Treinamento esportivo.

Biografia do Autor

Patrick Zawadzki, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Doutorando em Educaçao Física, Atividade Física e Esporte pela Universidade de Barcelona.

Professor da UNOESC-Chapecó.

Marcos Antonio Cesar, Professor do Curso de Educação Física da Universidade do Oeste de Santa Catarina, de Chapecó.

Mestrando em Ciências da Saúde, pela Universidade Comunitária de Chapecó.

Vinicius Leal Da Silva, Membro do Grupo de Pesquisa do Curso de Educação Física da Universidade do Oeste de Santa Catarina, de Chapecó.

Acadêmico do Curso de Educação Física da Universidade do Oeste de Santa Catarina, de Chapecó.

Rafael Cunha Laux, Membro do Grupo de Pesquisa do Curso de Educação Física da Universidade do Oeste de Santa Catarina, de Chapecó.

Acadêmico do Curso de Educação Física da Universidade do Oeste de Santa Catarina, de Chapecó.

Downloads

Publicado

29-08-2014

Como Citar

Zawadzki, P., Cesar, M. A., Da Silva, V. L., & Laux, R. C. (2014). ÍNDICES DE CONSUMO MÁXIMO DE OXIGÊNIO E LIMIARES METABÓLICOS DA EQUIPE MASCULINA DE VOLEIBOL PROFISSIONAL DE CHAPECÓ. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 59. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5223

Edição

Seção

Chapecó - Ensino