BENEFÍCIO DA GINÁSTICA LABORAL SOBRE FUNCIONÁRIOS DE UMA EMPRESA DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS EM CHAPECÓ, SC

Autores

  • Patrick Zawadzki Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Paulo Pagliari Coordenador do Curso de Educação Física da Unoesc Chapecó
  • Rafael Cunha Laux Acadêmico do 7º período de Educação Física-Licenciatura da Unoesc-Chapecó

Resumo

A ginástica laboral (GL) é uma ferramenta utilizada para melhorar a qualidade de vida em empresas, tanto nos aspectos físicos quanto nos psicológicos. Os principais benefícios físicos são o aumento do tono muscular e da flexibilidade, o que deixa o aparelho locomotor mais preparado para as atividades diárias. Entre os psicólogos, destaca-se a melhora da autoestima, e em consequência, do convívio com os colegas de trabalho. Assumindo a hipótese de que haveria aumento da qualidade de vida, o objetivo do estudo foi determinar a existência de benefícios sobre o índice de massa corporal (IMC) dos funcionários de uma empresa de tratamento de resíduos industriais após a implantação de um programa de GL. O método consistiu de avaliações ao início das atividades (pré-teste) e após oito meses de intervenção (pós-teste). Foram participantes do estudo 31 funcionários da empresa que frequentaram regularmente o programa (frequência mínima de 75%), divididos em subgrupos conforme seu departamento: administrativo (n=11), fábrica (n=9), oficina (n=7) e aterro (n=4). Foram utilizados como instrumentos uma balança com resolução digital da marca Filizola (São Paulo, Brasil) e um estadiômetro Cescorf (Porto Alegre, Brasil) com resolução de 0,1 cm. As variáveis analisadas, peso e estatura corporal, foram utilizadas para calcular o IMC e, além disso, sofreram provas de estatística descritiva para determinar a homogeneidade dos grupos. O teste t-student de mostras pareadas foi utilizado para comparar as variáveis em ambas as condições. Alpha foi determinado a priori em 0,05. O resultado principal mostrou diferenças significativas para as medidas de peso corporal em todo o grupo de participantes (p=0,01), com uma média no pré-teste de 76,36 kg (dp=12,35) e no pós-teste de 75,24 kg (dp=12,45). Todos os grupos apresentaram a mesma tendência. Conclui-se que um programa de ginástica laboral oferece benefícios para os funcionários, em especial, uma diminuição do peso corporal, e que as classificações populacionais como as do IMC podem mascarar resultados quando as análises ocorrem sobre mostras pequenas, por isso, mais estudos nessa linha devem ser feitos para poder criar valores de referência específicos.

Palavras-chave: Ginástica laboral. Benefícios. Antropometria. Peso corporal. Empresa de resíduos. 

Biografia do Autor

Patrick Zawadzki, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Doutorando em Educaçao Física, Atividade Física e Esporte pela Universidade de Barcelona.

Professor da UNOESC-Chapecó.

Paulo Pagliari, Coordenador do Curso de Educação Física da Unoesc Chapecó

Mestre em Educação.

Rafael Cunha Laux, Acadêmico do 7º período de Educação Física-Licenciatura da Unoesc-Chapecó

Acadêmico do 7º período de Educação Física-Licenciatura da Unoesc-Chapecó

Downloads

Publicado

29-08-2014

Como Citar

Zawadzki, P., Pagliari, P., & Laux, R. C. (2014). BENEFÍCIO DA GINÁSTICA LABORAL SOBRE FUNCIONÁRIOS DE UMA EMPRESA DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS EM CHAPECÓ, SC. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 47. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5122

Edição

Seção

Chapecó - Ensino