COMPOSIÇÃO CORPORAL DE ESCOLARES PRATICANTES DE BALÉ CLÁSSICO DA ESCOLA DE ARTES DE CHAPECÓ, SC

Autores

  • Patrick Zawadzki Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Daniela Zanini Professora do Curso de Educação Física da UNOESC- Chapecó.
  • Elisa Ferreiro Ferrari Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Ciências do Movimento Humano – UDESC.
  • Fabiane Heydt Acadêmica do curso de Educação Física, Licenciatura, UNOESC – Chapecó.
  • Rafael Laux Acadêmico do curso de Educação Física, Licenciatura, UNOESC – Chapecó. Bolsista de Iniciação Científica PIBIC/UNOESC.

Resumo

A dança é compreendida como uma expressão corporal importante para o indivíduo, e fica claro que pode ser realizada por indivíduos de ambos os sexos e de todas as idades. Portanto, identificando-a, também, como uma atividade física, traz muitos benefícios à saúde do praticante, tanto motores quanto psíquicos. Nesse sentido, esta pesquisa teve como objetivo avaliar esses benefícios por meio da determinação da composição corporal de escolares praticantes de balé clássico da Escola de Artes de Chapecó, SC, especificamente, determinando os perfis antropométrico, morfológico e somatotipológico. A amostra foi composta por 28 escolares do sexo feminino, com a média de idade 14,2 anos (dp=1,3). Foram coletadas as medidas de massa corporal, estatura, dobras cutâneas, diâmetros corporais e circunferências, obtidas de acordo com o protocolo da International Society for the Advancement of Kinanthropometry (ISAK), por antropometristas treinados. O procedimento consistiu em duas medidas não consecutivas para cada dobra cutânea, diâmetro e circunferência por participante avaliado, havendo diferença de 5% entre a primeira e a segunda medida. Foi realizada uma terceira, utilizando-se a média das duas mais próximas. Os resultados quanto ao perfil antropométrico das bailarinas avaliadas apresentaram uma média para o percentual de gordura de 22,3 (dp=4,4). Quanto ao perfil morfológico, as comparações entre a massa gorda (kg) das bailarinas que não competem (m=10,22 , dp=2,15), competem (m=11,52, dp=3,1) e com classificações (m=13,3, dp=3,6) apresentaram resultados sem diferença significativa, entretanto, mostram uma tendênica para um maior percentual de gordura nestas últimas. Quanto ao perfil somatotipológico, foi encontrado para o grupo um perfil médio central entre ectomorfo e endomorfo. Além disso, foi encontrada uma tendência que explica uma quantidade de sessões de prática por semana maior nas participantes que apresentaram maior percentual de gordura. Assim, levantam-se discussões sobre os padrões estéticos exigidos em competições de balé e sobre quais variáveis poderiam predizer melhor o desempenho das bailarinas em competições.

Palavras-chave: Bailarinas. Antropometria. Morfologia. Somatotipologia. 

Biografia do Autor

Patrick Zawadzki, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Doutorando em Educaçao Física, Atividade Física e Esporte pela Universidade de Barcelona.

Professor da UNOESC-Chapecó.

Daniela Zanini, Professora do Curso de Educação Física da UNOESC- Chapecó.

Mestre em Avaliação e Prescrição de Atividade Física e Desportivas da Universidade de Trás os Montes e Alto Douro.

Elisa Ferreiro Ferrari, Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Ciências do Movimento Humano – UDESC.

Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Ciências do Movimento Humano – UDESC.

Fabiane Heydt, Acadêmica do curso de Educação Física, Licenciatura, UNOESC – Chapecó.

Acadêmica do curso de Educação Física, Licenciatura, UNOESC – Chapecó.

Rafael Laux, Acadêmico do curso de Educação Física, Licenciatura, UNOESC – Chapecó. Bolsista de Iniciação Científica PIBIC/UNOESC.

Acadêmico do curso de Educação Física, Licenciatura, UNOESC – Chapecó. Bolsista de Iniciação Científica PIBIC/UNOESC.

Downloads

Publicado

29-08-2014

Como Citar

Zawadzki, P., Zanini, D., Ferrari, E. F., Heydt, F., & Laux, R. (2014). COMPOSIÇÃO CORPORAL DE ESCOLARES PRATICANTES DE BALÉ CLÁSSICO DA ESCOLA DE ARTES DE CHAPECÓ, SC. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 48. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5101

Edição

Seção

Chapecó - Ensino