PERCEPÇÃO DAS NORMAS DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA PELOS AGRICULTORES FAMILIARES DE JOAÇABA, HERVAL D’OESTE E LUZERNA

Autores

  • Augusto Fischer Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Daniela Marini Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

Este estudo analisou o nível de conhecimento e aceitação das normas da vigilância sanitária para processamento e comercialização de produtos agropecuários por parte dos agricultores familiares nos Municípios de Joaçaba, Herval d’Oeste e Luzerna, localizados no Meio Oeste de Santa Catarina. O objetivo deste trabalho foi identificar as percepções acerca das normas da vigilância sanitária pelos agricultores familiares dos municípios citados. Para este trabalho, que se caracteriza pela abordagem exploratória e descritiva, foram adotadas as perspectivas da pesquisa quantitativa e qualitativa da pesquisa. Aplicou-se a pesquisa de campo, complementada com a pesquisa bibliográfica e documental. Os dados primários foram coletados por meio de entrevista semi-estruturada, complementada com observações. A população objeto deste estudo abrange os agricultores familiares dos Municípios de Joaçaba, Luzerna e Herval d’Oeste e a amostra foi composta por 135 entrevistados. As entrevistas foram realizadas nas dependências do Sindicato dos Trabalhadores Rurais dos municípios e na Feira de comercialização de produtos coloniais. Para tratamento e análise dos dados, utilizou-se dos recursos computacionais dos softwares Sphinx Lexica e Excel. Os resultados identificam que os agricultores reconhecem a necessidade das normas sanitárias para a saúde e a segurança alimentar; no entanto, as exigências são excessivas e caras, dificultando as adequações, particularmente para os agricultores com pequena escala de produção e baixa renda. Identifica-se que são necessárias ações públicas de apoio à implementação das normas sanitárias junto aos agricultores familiares, como treinamentos, financiamentos e assistência técnica.

Palavras-chave: Agricultura familiar. Vigilância sanitária. Normas sanitárias.

Biografia do Autor

Augusto Fischer, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Professor da Area de Ciências Sociais Aplicadas - ACSA do Campus de Joaçaba, e do Mestrado Profissional em Administração - MPA.

Daniela Marini, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Graduanda do Curso de Administração da Universidade do Oeste de Santa Catarina, Campus de Joaçaba.

Downloads

Publicado

04-09-2014

Como Citar

Fischer, A., & Marini, D. (2014). PERCEPÇÃO DAS NORMAS DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA PELOS AGRICULTORES FAMILIARES DE JOAÇABA, HERVAL D’OESTE E LUZERNA. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, 214. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/5094

Edição

Seção

Joaçaba - Pesquisa