PRÁTICAS DE LEITURA DOS ALUNOS INGRESSANTES NA UNOESC

Autores

  • Schaiana Aline Held
  • Regina Oneda Mello
  • Ardinete Rover

Resumo

Introdução: O objetivo do estudo é identificar quais são os hábitos de leitura de alunos ingressantes nos Cursos de graduação na Universidade do Oeste de Santa Catarina. A Universidade pressupõe trabalho intelectual, o que exige um número considerável de leitura de textos, considerando-se que ciência e leitura são fenômenos inter-relacionados. Trata-se de uma pesquisa de abordagem quantitativa com abordagens qualitativas, realizada nos semestres de 2019-1, 2020-1 e 2020-2 como projeto aprovado no ART. 171-FUMDES. Objetivo: Quanto aos objetivos o estudo caracteriza-se como uma pesquisa exploratória e descritiva e quanto aos procedimentos é do tipo levantamento ou survey. Método: A coleta de dados foi realizada por meio de questionários semiestruturado aplicado a alunos ingressantes de Cursos da Universidade do Oeste de Santa Catarina, contendo questões sobre o perfil dos alunos e hábitos de leitura no ensino médio. Os dados foram analisados de acordo com a estatística descritiva. A amostra foi constituída por 516 alunos no ano de 2019-2 (ingressantes); 280 alunos em 2020-1(ingressantes) e 117 alunos em 2020-2 (já ingressos). Os critérios eram ser aluno na Universidade e estar matriculado na disciplina de Linguagem e Método Científico no período de coleta de dados. Resultados: Para a conclusão da pesquisa buscou-se entrevistar os alunos em 2020/2 após seu ingresso, para que, dessa forma, fosse possível correlacionar as práticas de leitura identificadas tanto no semestre que ingressou na universidade, quanto no seu semestre seguinte e assim entender se o ingresso na universidade muda os hábitos de leitura dos estudantes. Conclusão: Após a constatação de que a leitura de fato é essencial ao desempenho do boletim acadêmico, 98% dos acadêmicos acreditam que a leitura é importante em sua formação profissional. Evidencia-se que é no ambiente acadêmico que a leitura se torna companheira de jornada e os docentes fazem esse papel de mediadores, tornando a aprendizagem significativa. Os resultados sugerem que a universidade deve investir em seus currículos espaços para aperfeiçoamento da leitura dos estudantes, pois a maioria dos entrevistados destacou que não lê por falta de tempo e que acha a quantia de leituras que realiza no seu curso insuficientes.

Palavras-chave: Universidade. Leitura. Ingressantes. Ensino Médio.

Downloads

Publicado

2021-09-30

Como Citar

Held, S. A., Mello, R. O., & Rover, A. (2021). PRÁTICAS DE LEITURA DOS ALUNOS INGRESSANTES NA UNOESC. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e26686. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/28686

Edição

Seção

Joaçaba - Pesquisa