FINANÇAS PESSOAIS E ORÇAMENTO FAMILIAR DOS ACADÊMICOS DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS

Autores

  • Marcia Marcondes Diniz de Freitas
  • Vitória Caroline Vesaro Lemes
  • Ardinete Rover
  • André Carlos Einsweiller UNOESC
  • Eduardo Rigo

Resumo

Introdução: O relato de experiência trata da disseminação de práticas de finanças pessoais e orçamento familiar entre acadêmicos bolsistas de Administração e Ciências Contábeis da Unoesc Joaçaba e seus familiares. A importância do tema reside no fato de que muitas pessoas tem uma saúde financeira desequilibrada, e as vezes, o desiquilíbrio sai do controle, aumentando rapidamente atingindo a vida pessoal, profissional e familiar do indivíduo (DOMINGUES, 2012a). Acrescenta “Uma crise financeira pode atingir todas as áreas da vida, em especial a emocional.” Por meio de um planejamento é possível identificar a extensão do problema e encontrar a solução para voltar a equilibrar a vida financeira. Objetivo: Identificar a percepção dos acadêmicos bolsistas de Administração e Ciências Contábeis da Unoesc Joaçaba e seus familiares, no que tange a finanças pessoais e orçamento familiar por meio da disseminação da prática direcionada. Método: O método utilizado quantiqualitativo, e descritivo. A escolha dos acadêmicos bolsistas dos cursos de Administração e Ciências Contábeis da Unoesc, campus Joaçaba. Foi realizada a análise por 3 meses sobre a situação financeira das famílias de 57 (cinquenta e sete) acadêmicos, que contemplava o acompanhamento por meio de uma planilha elaborada para identificar o perfil de gastos cada família e um relatório final de cada acadêmico. Resultados: Os achados foram relevantes no sentido da percepção dos acadêmicos sobre a importância do acompanhamento, inclusive com surpresa sobre os resultados do acompanhamento na planilha. As principais observações individuais foram: a) identificação de gastos necessários e desnecessários; b) a 04 a 08/10/2021 | ISSN 2237-6593 https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe necessidade de redução dos gastos desnecessários; c) consciência de mudança de atitude em relação a esses gastos; cd a possibilidade de poupar e até investir. Foram essas os termos mais utilizados pelos acadêmicos, demonstrando que o objetivo de disseminar a prática, com viés educacional financeiro, foi atingido. Conclusão: Conclui-se que o objetivo foi atingido, no sentido de disseminar a prática de finanças pessoais e orçamento familiar entre acadêmicos bolsistas de Administração e Ciências Contábeis da Unoesc Joaçaba e seus familiares. De fato, ocorreu uma sensibilização dos acadêmicos com base nas percepções identificadas, como a possibilidade de reduzir gastos desnecessários, de eventualmente poupar, e, por fim, a possibilidade de investir. O estudo tem uma implicação direta na vida cotidiana dos acadêmicos e suas famílias, reverberando na sociedade como educação financeira das famílias e contribuindo com o desenvolvimento do país.

Palavras-chave: Prática. Finanças pessoais. Orçamento familiar. Acadêmicos Unoesc.

Biografia do Autor

André Carlos Einsweiller, UNOESC

Downloads

Publicado

2021-09-30

Como Citar

Freitas, M. M. D. de, Lemes, V. C. V., Rover, A., Einsweiller, A. C., & Rigo, E. (2021). FINANÇAS PESSOAIS E ORÇAMENTO FAMILIAR DOS ACADÊMICOS DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e28684. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/28684

Edição

Seção

Joaçaba - Pesquisa