TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA PARA AVALIAR A POSIÇÃO DO CATETER DUPLO J

Autores

  • Talita Lemos Moreira
  • Francielle Garghetti Battiston Unoesc Campus Xanxerê

Resumo

Introdução: A obstrução ureteral é uma entidade clínica heterogênea e muitas vezes representa um desafio para o médico assistente determinar o método ideal para descompressão. Uma das alternativas é o uso do cateter duplo J, que é utilizado para manter o canal urinário aberto. Esse cateter é indicado em situações de cálculo ureteral e tumores. É um dispositivo inserido entre o rim e a bexiga, mantendo a passagem livre da urina no sentido rim - bexiga. Para identificar a colocação do dispositivo, são utilizadas técnicas de aquisição de imagens, especialmente pela via da tomografia computadorizada (TC). Objetivo: acompanhar um estudo de caso desenvolvido no estágio supervisionado do curso de Tecnologia em Radiologia de uma paciente do sexo feminino jovem (21) que apresentava incontinência urinaria após a utilização do cateter duplo J. Método: estudo de caso de paciente feminina em exame tomográfico para avaliar o motivo da incontinência urinária.  Resultados: A paciente foi indicada para o uso do cateter duplo J devido apresentar um quadro de refluxo de urina da bexiga para o rim. Depois de inserir o cateter, passou apresentar um quadro de incontinência urinária. Devido a isso, foi realizado a indicação para o exame de tomografia para verificar se havia algum fator relacionado com a colocação do cateter duplo J. Os procedimentos de inserção anterógrada de cateter duplo J foram realizados sob anestesia local com sedação, conforme preconiza o protocolo médico. Para os exames tomográficos, a paciente foi posicionada em decúbito dorsal, e realizada a tomografia de perfil, seguida de uma sequência de imagens abdominais com imagens em 3D para a confirmação do prognostico. Os exames tomográficos foram imprescindíveis para direcionar o tratamento da paciente e assim melhorar seu quadro de dor e desconforto provocados pelo dispositivo. Conclusão: Por meio do estágio, das orientações e conhecimentos transmitidos pelo supervisor do estágio e orientadora, pode-se perceber a importância do conhecimento científico referente à fisiopatologia dos sistemas, neste caso, com ênfase no sistema urinário. Para o profissional das técnicas radiológicas, a compreensão desses fatores permite um atendimento humanizado, ou seja, para o posicionamento de pacientes em condições de dor ou constrangimento. Enfatiza-se ainda a questão ética em todos os sentidos: pacientes, familiares e equipe executora. A ética profissional é indispensável no ambiente de trabalho, pois a falta desse atributo pode causar sérios traumas ao paciente e familiar.

Palavras-chave: Incontinência urinária. Tomografia Computadorizada. Ética. 

Biografia do Autor

Talita Lemos Moreira

Acadêmica do Curso de Tecnologia em Radiologia da Unoesc Xanxerê

Francielle Garghetti Battiston, Unoesc Campus Xanxerê

Professora dos Curso de Ciências Biológicas, Enfermagem e Educação Física da Unoesc Campus de Xanxerê nas áreas de Biologia Celular, Histologia, Embriologia e Fisiologia animal.

Downloads

Publicado

2021-09-30

Como Citar

Moreira, T. L., & Battiston, F. G. (2021). TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA PARA AVALIAR A POSIÇÃO DO CATETER DUPLO J . Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e28452. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/28452

Edição

Seção

Xanxerê - Ensino