AUTOMEDICAÇÃO: FATORES, MOTIVAÇÕES E ATENCÃO FARMACÊUTICA

Autores

  • Fabiana Andreia Schafer De Martini Soares Unoesc
  • Larissa Pellin

Resumo

Automedicação é o uso de medicamento sem prescrição, orientação ou acompanhamento de um profissional habilitado, como médicos e farmacêuticos. Essa prática tem aumentado consideravelmente nos últimos anos em vista que as pessoas ao buscarem o alívio rápido de sintomas relacionados a patologias acabam recorrendo a prática da automedicação. Entretanto essa prática pode mascarar doenças, provocar intoxicação ou até mesmo levar a morte. Sua prática com o passar dos anos vem crescendo no Brasil. Analisar os motivos que levam os pacientes a realizarem a automedicação e identificar a importância do farmacêutico na atenção farmacêutica. Para o desenvolvimento deste estudo foi realizado uma revisão crítica da literatura a partir das bases de dados do National Library of Medicine (PUBMED), Scientific Electronic Library Online (SCIELO), Google Acadêmico e Portal de Periódicos CAPES, sendo selecionados artigos, teses, dissertação e monografias nas línguas portuguesa, inglesa e espanhola publicados entre o ano de 2000 até 2021. Os principais grupos de pacientes que realizam a automedicação são os estudantes de cursos da área da saúde e idosos. Os principais medicamentos isentos de prescrição são os analgésicos, antitérmicos, anti-inflamatórios relaxantes musculares, antipiréticos, antiespasmódicos, antiácidos, antidiarreicos e vitaminas. As causas mais citadas foram dor, ansiedade, febre e gripe.  A indicação em farmácias e o markenting são apontados com um fator que contribui para para o uso irracional dos medicamentos. A atenção farmacêutica é importante ferramenta para auxiliar na diminuição dos índices de automedicação, evitando o uso de doses e medicamentos inadequados. Fatores econômicos, políticos e culturais têm contribuído para o crescimento e a difusão da automedicação, tornando-a um problema de Saúde Pública e essa situação tende a aumentar com o envelhecimento da população e a dificuldade de acesso a Saúde. Essa ação ocorre muitas vezes pela dificuldade de acesso da população ao sistema de saúde, pelo fácil acesso aos medicamentos em um balcão de farmácia, pela informação alheia da sociedade, e também pela orientação de familiares com receitas caseiras. A atenção farmacêutica pode representar uma ferramenta importante para diminuir a automedicação, através da orientação da população para o uso consciente de medicamentos.

Downloads

Publicado

2021-09-30

Como Citar

Schafer De Martini Soares, F. A., & Pellin, . L. (2021). AUTOMEDICAÇÃO: FATORES, MOTIVAÇÕES E ATENCÃO FARMACÊUTICA. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e28372. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/28372

Edição

Seção

Videira - Pesquisa