QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE DIFERENTES CULTIVARES DE AVEIA BRANCA

  • Julhana Cristina Sponchiado Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Jéssica Aline Peloso
  • Tamara Pereira Felício
  • Marcio Zílio

Resumo

A cultura de aveia branca (Avena sativa L.) é uma das principais alternativas para o cultivo durante o inverno. Atualmente, os programas de melhoramento objetivam o desenvolvimento de genótipos com alto potencial produtivo, excelente qualidade de grãos visando o uso industrial e qualidade de sementes buscando um melhor estabelecimento da cultura no campo. A pesquisa foi conduzida no laboratório de sementes da Universidade do Oeste de Santa Catarina-Unoesc, com o objetivo de avaliar a qualidade fisiológica de sementes de diferentes cultivares de aveia branca.  Foram utilizadas 11 cultivares de aveia branca (URS Estampa, Brisasul, URS 21, Barbarasul, URS Brava, FAEM4 Carlasul, IPR Afrodite, URS Taura, UPFA Ouro, UPFPS Farroupilha e URS Corona) produzidas na safra 2017 em Campos Novos SC. A qualidade fisiológica foi avaliada com a aplicação de testes de germinação e de vigor, sendo esse último analisado por meio do comprimento de plântulas, envelhecimento acelerado e condutividade elétrica. Concluiu-se que as características inerentes de cada cultivar influenciou na qualidade fisiológica das sementes.  A maior parte das cultivares de aveia branca avaliadas não apresentaram qualidade fisiológica satisfatórias. A cultivar FAEM4 Carlasul se destacou entre as demais em relação à qualidade fisiológica.  

Publicado
28-08-2018
Como Citar
Sponchiado, J., Peloso, J., Felício, T., & Zílio, M. (2018). QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE DIFERENTES CULTIVARES DE AVEIA BRANCA. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18760