REVISÃO BIBLIOGRÁFICA: TOXINFECÇÕES CAUSADAS POR STAPHYLOCOCCUS

  • Suelyn Benetti Marques Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Ricardo Antonio Pilegi Sfaciotte Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

As toxinfecções alimentares consistem na ingestão de alimentos contaminados com microrganismos ou suas toxinas que acabam prejudicando a saúde humana. A contaminação dos alimentos está geralmente relacionada com as condições de higiene que dizem respeito à produção, armazenamento, transporte e manuseio dos mesmos. Um dos agentes mais comuns relacionado com doenças transmissíveis por alimento no homem é o Staphylococcus, sendo responsáveis por cerca de 45% das intoxicações alimentares e tendo o S. aureus como principal espécie causadora dessas doenças. A intoxicação alimentar ocorre devido à ingestão de enterotoxinas estafilocócicas (EE) produzidas e liberadas pelas bactérias durante sua multiplicação no alimento. As EE são resistente à temperatura podendo permanecer nos alimento mesmo após o cozimento, possibilitando o surgimento de um quadro de intoxicação de origem alimentar. Existem 18 sorotipos diferentes de EE, sendo que atualmente foram descobertos mais 9. A EE do tipo A (EEA) tem sido considerada a mais frequente nos surtos de intoxicação alimentar, sendo responsável por mais de 75% dos surtos, em seguida está EED, EEC e EEB. Os sinais clínicos mais frequentes das toxinfecções causadas por Staphylococcus são náuseas, vômitos, cólicas abdominais e diarreia. O diagnóstico consiste na realização de cultura bacteriana e detecção da toxina em cultivo ou em extratos de alimentos. Com isso, podemos concluir que práticas de higiene, manuseio e armazenamento dos alimentos estão diretamente relacionados com a prevenção de toxinfecções alimentares por Staphylococcus
Publicado
28-08-2018
Como Citar
Benetti Marques, S., & Sfaciotte, R. (2018). REVISÃO BIBLIOGRÁFICA: TOXINFECÇÕES CAUSADAS POR STAPHYLOCOCCUS. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18719
Edição
Seção
Joaçaba - Pesquisa