ASPECTOS PSICOSSOCIAIS DAS RELAÇÕES ENTRE PAIS E FILHOS GÊMEOS, DO PONTO DE VISTA PARENTAL

  • Bruna Antunes Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campus de São Miguel do Oeste
  • Angela Maria Bavaresco Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campus de São Miguel do Oeste

Resumo

 

O número de gestações gemelares vem crescendo anualmente. O fato pode ocorrer devido a disseminação da tecnologia, com as técnicas de reprodução assistida. Assim, o processo gestacional apresenta diversas facetas e significados diferentes para cada casal. Considerando o aumento dos nascimentos múltiplos nos últimos anos e a escassa literatura com enfoque psicológico, esta pesquisa propôs-se a investigar os fatores que atuam sobre o cotidiano das famílias com membros gêmeos, e as relações que se estabelecem entre seus componentes. A pesquisa de cunho qualitativo teve sua amostra constituída de 05 (cinco) casais, pais de filhos gêmeos, univitelinos ou bivitelinos, de ambos os sexos e idades entre 0 e 14 anos, provenientes de fecundação por meio natural ou reprodução assistida e foi realizada no município de Descanso, SC. Os dados foram submetidos a  análise de conteúdo. Pode-se chegar à conclusão de que a gemelaridade é vivenciada de forma diferente pelos pais e pelas mães, e este é um processo singular, permeado de particularidades.   Constatou-se que os sentimentos provenientes da descoberta da gravidez mesclaram-se entre a aceitação e alegria imediatos  dos pais com o susto e medo momentâneos das mães.  O convívio entre os pais, mães e seus filhos foram fortemente ressaltada  nas falas dos pais e mães. As crianças tiveram suas diferenças ressaltadas, em todos os casos foram percebidas características opostas, o que confirma a individualidade de cada uma delas. Em todas as falas os sentimentos presentes no convívio, citados pelos pais e mães foram positivos.

 

Biografia do Autor

Bruna Antunes, Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campus de São Miguel do Oeste

Graduada do Curso de Psicologia, pela Universidade do Oestede Santa Catarina, Campus de São Miguel do Oeste, SC

Angela Maria Bavaresco, Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campus de São Miguel do Oeste

Professora do Curso de Graduação em Psicologia da Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC – Campus de São Miguel do Oeste. Mestre em Ciencias da Saude Humana.

Publicado
28-08-2018
Como Citar
Antunes, B., & Bavaresco, A. (2018). ASPECTOS PSICOSSOCIAIS DAS RELAÇÕES ENTRE PAIS E FILHOS GÊMEOS, DO PONTO DE VISTA PARENTAL. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18677