ECOPSICOTERAPIA: A NATUREZA COMO FERRAMENTA TERAPÊUTICA

  • Paulo Ricardo Bavaresco Unoesc

Resumo

A relação estabelecida pelo homem e o ambiente, como seu habitat, tem sofrido alterações ao longo dos anos. No cenário globalizado e tecnológico atual percebe-se que houve um afastamento do homem ao ambiente natural, que culminou na atual crise ambiental. Defendendo a ideia de que o homem e a natureza estão intimamente ligados e que mantêm uma relação de complementaridade, desenvolvemos este trabalho de revisão dos conceitos teóricos da Ecopsicologia e da teoria Junguiana com o objetivo de compreender as relações do adoecimento psíquico com a atual crise ambiental globalizada. Objetivou-se compreender as relações do distanciamento do homem e natureza com a degradação socioambiental e o adoecimento e, verificar o papel da Psicologia nas questões ambientais e na promoção da reconexão do homem com o natural para promover saúde, bem estar e contribuir com a sustentabilidade, bem como, analisar os benefícios terapêuticos que o contato com o meio natural podem proporcionar ao ser humano. O distanciamento físico e psicológico do homem com a natureza é o reflexo e consequência do mundo globalizado, dos mecanismos de produção e o consumo desenfreado. Do mesmo modo, os avanços tecnológicos nos levaram a desenvolver nossas habilidades e atividades principalmente em ambientes urbanos, gerando problemas sociais e ambientais, provocando com certa repressão do inconsciente ecológico, que nos levou inclusive a atitudes destrutivas em relação ao meio ambiente.
Publicado
28-08-2018
Como Citar
Bavaresco, P. (2018). ECOPSICOTERAPIA: A NATUREZA COMO FERRAMENTA TERAPÊUTICA. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18624