O LÚDICO E SUAS IMPLICAÇÕES NAS ESTRATÉGIAS DE INCLUSÃO DE CRIANÇAS NO AMBIENTE ESCOLAR

  • Dagmar B. Mena Barreto Unoesc
  • Elisangela Amora Unoesc

Resumo

Para isto as atividades lúdicas são de grande importância, principalmente, durante a infância, período em que as crianças iniciam a construção da sua identidade e desenvolvem aspectos sociais, cognitivos, emocionais e motores. O objetivo da pesquisa foi investigar a percepção dos professores sobre o lúdico e suas implicações nas estratégias de inclusão de crianças no ambiente escolar. Quanto ao método, a pesquisa realizada foi do tipo descritiva. Participaram da pesquisa 15 professores de escolas municipais de Joaçaba, que ministram aulas para alunos de 1º e 2º ano do ensino fundamental. Quanto ao instrumento de coleta de dados foi utilizada uma entrevista com roteiro semiestruturado. Dos professores participantes 60% afirmaram que tiveram algum tipo de formação relacionada ao processo de inclusão na escola e todos estes apontam que esta formação foi insuficiente. A maioria dos participantes da pesquisa (80%) utiliza a ludicidade frequentemente em suas aulas. Dos professores 53,3% relataram que a assimilação do conteúdo e cumprimento das regras do jogo influenciam positivamente a aprendizagem. A maioria dos professores acredita que é importante a utilização do lúdico nas atividades de ensino e aprendizagem pois estas motivam os alunos tornando o processo mais interessante para o aluno. Conclui-se que na percepção dos professores participantes da pesquisa as atividades lúdicas utilizadas vão ao encontro ao planejamento do professor não sendo aplicados com fim único recreação ou divertimento, sendo muito bem aceitas por todos.

Publicado
28-08-2018
Como Citar
Mena Barreto, D. B., & Amora, E. (2018). O LÚDICO E SUAS IMPLICAÇÕES NAS ESTRATÉGIAS DE INCLUSÃO DE CRIANÇAS NO AMBIENTE ESCOLAR. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18615
Edição
Seção
Joaçaba - Pesquisa