O DESENVOLVIMENTO DAS ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS NO BRASIL

  • Gustavo Costa Arruda Unoesc
  • Daniela Ries Winck UNOESC VIDEIRA

Resumo

As organizaçoes criminosas tem crescido assustadoramente no país, dissiminando o medo e desafiando o Estado, ineficiente para dete-las . Diante disso, o presente estudo teve por objetivo estudar o crime organizado em seu aspecto histórico e consequente desenvolvimento,  através de uma pesquisa descritiva  bibliográfica.  A história demonstra que o crime organizado, via de regra, surge com a finalide de autoproteção de seus integrantes e principalmente o locupletamento, por meio da exploração da prostituição, tráfico de drogas, extorsões, entre outros crimes. No Brasil, sua principal característica é a origem no sistema prisional, servindo incialmente como base para reivindicações, mas  ganha vulto e expande seus interesses  aos moldes de uma corporação empresarial criminosa. Outro fator preponderante para o alargamento do crime organizado é a sua simbiose com o Estado, por meio da agregação de agentes público corruptos. As particularidades destas organizações no Brasil, torna o problemacomplexo, pois  o crime organizado não teme os muros da prisão, pelo contrário, as muralhas das prisões apenas cercam campos férteis para recrutamento de pessoal. O estudo da genese, desenvolvimento e forma de atuação do crime organizado é uma das  ferramentas de compreensão e análise minuciosa, visando a produção de conhecimento, capaz de subsidiar os tomadores de decisão, a fim de que estratégias de ações cirúrgicas sejam adotadas pela segurança pública para  a desarticulação destas mazelas sociais.

Biografia do Autor

Gustavo Costa Arruda, Unoesc
Academico da nona 9 fase do curso de Direito- Unoesc Videira
Daniela Ries Winck, UNOESC VIDEIRA
Professora Doutora do Curso de Direito Unoesc Videira
Publicado
28-08-2018
Como Citar
Arruda, G., & Winck, D. (2018). O DESENVOLVIMENTO DAS ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS NO BRASIL. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18612