UROLITÍASE SECUNDÁRIA A INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO INFERIOR POR STAPHYLOCOCCUS AUREUS

  • DIELI CARON UNOESC-Campos Novos

Resumo

A formação de urólitos não é uma doença específica, mas sim, sequela de um grupo de distúrbios. As infecções por bactérias produtoras de urease podem resultar na deposição de fosfato de amônia e magnésio podendo ocasionar a formação de urólitos do tipo fosfato triplo magnesiano. Exemplos disto são os gêneros Staphylococcus sp. e Proteus sp. Este trabalho teve por objetivo relatar um caso de litíase vesical associada à infecção urinária por bactéria produtora de urease. Foi atendido na clínica veterinária do curso de medicina veterinária da Unoesc- Campos Novos um cão da raça Shih-tzu, apresentando quadro de hematúria. Durante o atendimento clínico foram solicitados os exames complementares de ultrassom, ureia, creatinina, ALT, glicose, colesterol, sedimentoscopia de urina com cultura e antibiograma.  Foi coletado amostra de sangue por punção venosa e amostra de urina por cistocentese, os quais foram encaminhados para o laboratório de patologia clínica e de microbiologia para realização dos exames de acordo com os procedimentos operacionais utilizados. O animal foi submetido à exame de imagem ultrasonográfica. Os resultados bioquímicos encontrados foram elevação da uremia, creatinemia, coltesterolemia ALT. O exame de imagem mostrou a presença de urólitos vesicais. A cultura foi positiva para Staphylococcus aureus. Houve associação de bactéria produtora de urease com o diagnóstico de litíase renal.
Publicado
28-08-2018
Como Citar
CARON, D. (2018). UROLITÍASE SECUNDÁRIA A INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO INFERIOR POR STAPHYLOCOCCUS AUREUS. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18610
Edição
Seção
Joaçaba - Pesquisa