A PSICOLOGIA INSERIDA NA REDE CATARINA/GUARDIÃO MARIA DA PENHA

  • Michele Gaboardi Lucas Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campus Chapecó
  • Verlaine Schlavin Regasson Unoesc Chapecó

Resumo

A prática aqui relatada foi realizada no componente curricular obrigatório Estágio Curricular Supervisionado I do curso de Psicologia da Unoesc Chapecó. Com o objetivo de desenvolver atividades práticas profissionalizantes supervisionadas na área da Psicologia. As atividades do estágio ocorreram em um programa do 2º Batalhão de Polícia Militar de Chapecó, chamado Rede Catarina/Guardião Maria da Penha. O programa tem o objetivo de dar acompanhamento a mulheres vítimas de violência doméstica que tenham medida protetiva judicial a fim de que o agressor não torne a praticar a violência, com isso oferecem apoio psicológico também. Para atingir o objetivo do estágio, foram efetuados atendimentos dessas mulheres vítimas de violência doméstica. No total, até a data 13 de junho de 2018, estão cadastradas 711 mulheres, onde dentro deste número 186 estão sendo acompanhadas, 161 que recusaram o acompanhamento, 78 não localizadas, 222 términos de acompanhamentos, 32 retornaram com o agressor e 18 prisões dos agressores. Desde a data 13 de março de 2018 até a data 13 de junho de 2018, foram realizados 19 atendimentos de mulheres violentadas.

Biografia do Autor

Michele Gaboardi Lucas, Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campus Chapecó
Mestre em Administração na UNOESC Chapecó. Professora do curso de Psicologia da UNOESC hapecó. Especialista Clínica pelo CFP.
Verlaine Schlavin Regasson, Unoesc Chapecó
Acadêmica do décimo período de Psicologia
Publicado
28-08-2018
Como Citar
Lucas, M., & Regasson, V. (2018). A PSICOLOGIA INSERIDA NA REDE CATARINA/GUARDIÃO MARIA DA PENHA. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18518
Edição
Seção
Chapecó - Ensino