PARASITOS OBSERVADOS EM FEZES DE SUÍNOS CRIADOS EXTENSIVAMENTE EM CAMPOS NOVOS, SANTA CATARINA.

  • Camila Zenaro
  • Adriele Becker
  • Gabriel Baldissera
  • Gabriel Souza Bairro
  • Gabriel Padilha
  • Aline Kuhn Sbruzzi Pasquali Professora Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campos Novos

Resumo

A criação extensiva de suínos tem como objetivo na subsistência familiar (produção para consumo próprio), onde são criados de forma rústica, sem manejo e controle sanitário, alimentação através de restos de culturas, sem controle técnico, sem uso de vermífugos e medicamentos. Esse tipo de criação eleva as chances de encontrar parasitos que causam prejuízos na produção, economicamente e também zoonose, como a Balantidiose, causada pelo protozoário Ballantidium. O objetivo desse estudo foi verificar a presença de parasitos nas fezes de suínos criados extensivamente. Foram coletadas três amostras de fezes de suínos criados soltos, essas amostras foram acondicionadas em caixas isotérmicas e encaminhadas ao laboratório didático de análises clínicas da Unoesc Campos Novos. As técnicas parasitológicas realizadas foram Willis Mollay, Gordon Whitlock, Robert Sulivan e Sheater.  foi utilizada para protozoários como Ballantidium e Isospora. Os resultados obtidos foram as 3 amostras de Ascaris suum, 2 amostras continham ovos de Isospora e 1 amostra ovo tipo Strongyloidea. Na diferenciação das larvas, foram positivo para larvas de Trichostrongylus, Hyostrongylus e Oesophagostumum. Esses resultados foram possíveis pela falta de manejo e controle dos parasitos. É importante realizar acondicionamento ideal dos animais, aplicação de vermífugo e controle sanitário.
Publicado
28-08-2018
Como Citar
Zenaro, C., Becker, A., Baldissera, G., Bairro, G., Padilha, G., & Pasquali, A. (2018). PARASITOS OBSERVADOS EM FEZES DE SUÍNOS CRIADOS EXTENSIVAMENTE EM CAMPOS NOVOS, SANTA CATARINA. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18513
Edição
Seção
Joaçaba - Pesquisa